in

Goleiro Jean, do São Paulo, pode ser preso no Brasil com base na Lei Maria da Penha

Reprodução/Metrópoles
Publicidade

Milena Benfica confirmou que retirou a denúncia contra o goleiro Jean, do São Paulo, na justiça dos Estados Unidos. De acordo com ela, a ideia é que o goleiro do São Paulo não ficasse preso em outro país. Jean foi preso nos Estados Unidos, pouco após Milena Benfica acusá-lo de agressão. A esposa do goleiro, no entanto, garante que estuda usar a Lei Maria da Penha no Brasil. 

Goleiro Jean, do São Paulo, se condenado, pode ficar até três anos preso

Nas mensagens publicadas nas redes sociais, Milena Benfica diz que está sendo alvo de boatos e mentiras. A esposa do goleiro do São Paulo garante que, até o episódio da agressão, Jean teria sido um bom pai e um bom marido, mas que agora não poderia relevar tamanha agressão. 

Publicidade

Caso Milena Benfica denuncie o marido por agressão com base na Lei Maria da Penha, se condenado, o jogador pode ficar preso de três meses a três anos. O maior problema nesse caso, no entanto, é que a suposta agressão ocorreu fora do Brasil e Milena Benfica tirou a acusação contra Jean nos Estados Unidos. 

Goleiro Jean tem futuro ameaçado no futebol, após acusação de violência contra a mulher

“As demais atitudes, bem como ingressar com as indenizações pertinentes, a representação dele no Brasil pela Lei Maria da Penha, já estão sendo estudadas e examinadas junto com o corpo jurídico dos meus advogados”, disse Milena Benfica em uma rede social, falando sobre a relação posterior à agressão. 

Publicidade

Após a polêmica, o São Paulo deve demitir o goleiro Jean. O tricolor paulista disse que não concorda com esse tipo de atitude, a qual ele é denunciado.  Agora o atleta, que tem duas filhas com Milena Benfica, tem seu futuro no futebol ameaçado. 

Publicidade
Avatar

Escrito por Fernando B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.

Next post

Jogador do Corinthians agrada Tiago Nunes, mas pode ser vendido

Borja fora do Palmeiras: outro time entra na disputa pelo jogador