in

Cristiano Ronaldo e uma ‘decisão’ que Messi não tem coragem

Marca
Publicidade

Cristiano Ronaldo não jogou o Clássico da Liga espanhola, entre Barcelona e Real Madrid. Ainda assim, o craque português, de 34 anos de idade, foi o jogador mais falado da noite de quarta-feira. É que mais ou menos pela mesma hora, na Itália, o português fazia um gol incrível pela Juventus, um de aqueles gols que deixam o Real Madrid na saudade. Ronaldo pulou 70 cm acima do chão, contrariando a gravidade e fazendo um gol de cabeça, a 2,56m de altura. Parece impossível para qualquer um, mas não para Cristiano Ronaldo.

Cristiano Ronaldo vê Barcelona enfraquecido

Então, mesmo sem estar no Clássico, Ronaldo foi lembrado nessa noite. E deixou saudade nos torcedores, porque durante nove anos, o astro português foi uma das estrelas do Clássico, também por essa rivalidade enorme com Lionel Messi. O argentino continua dando seu contributo no Barcelona, mas Ronaldo não está mais.

Publicidade

Apesar de não ter jogado, parece que agora jogador da Juventus continua bem atento no que se passa na Liga espanhola e, especialmente, nesse clássico entre seu antigo time e o Barcelona, de Messi. Então, de acordo com o site Don Balón, Ronaldo teria falado com seus antigos companheiros, mas não tanto sobre o Real Madrid. Parece que o jogador português está um pouco surpreendido com o nível mais baixo do Barcelona, e acreditaria que a culpa seria de Ernesto Valverde.

O treinador espanhol vem sendo muito contestado. É certo que ele ganha a Liga, nos últimos dois anos, mas o futebol do Barça vem caindo muito e, na Champions, eles falham sempre, com Valverde. Sem um treinador capaz, fica mais difícil nessas provas a eliminar e Valverde poderia não ser o homem certo para o Barcelona.

Publicidade

Cristiano Ronaldo não apoiaria um treinador como Valverde

No ano passado, a crítica subiu muito de tom contra o treinador espanhol, quando o Barcelona perdeu 4 a 0 em Liverpool, quando poucas pessoas imaginavam possível. Aliás, ele repetiu a mesma desilusão da temporada anterior, quando o time caiu 3 a 0, na Roma. Ainda assim, após Liverpool, jogadores veteranos, como Messi ou Piqué, preferiram se culpabilizar do que apontar para o treinador, quase saindo em sua defesa. E o treinador continuou um ano mais.

Uma coisa que parece que Cristiano Ronaldo jamais faria. O jogador português nem entende como o treinador está colocando Messi em uma posição cada vez mais distante do gol, e deixando o time jogar cada vez menos. Em seu lugar, parece que Ronaldo não defenderia o treinador. Bem pelo contrário. De acordo com o site Don Balón, a decisão de Cristiano Ronaldo seria bem simples: ou saía o treinador ou ele.

Publicidade
Next post

Flamengo e a notícia de Gabigol, que muda tudo

Mercado da Bola: Galo desiste de Sampaoli e Júnior Urso de saída; confira destaques