in

Neymar e os problemas emocionais que impulsionam as lesões do craque

Getty images
Publicidade

Neymar trocou o Barcelona pelo Paris Saint-Germain, em 2017, e desde então tem sofrido com um número elevado de lesões. A última delas foi na coxa, em amistoso da seleção brasileira contra a Nigéria, no mês passado.

Desde então, Neymar não entrou em campo em partidas oficiais. O retorno aos gramados deve acontecer na próxima rodada do Campeonato Francês, depois de mais um mês fora de combate.

As lesões frequentes acabam impedindo a evolução do jogador e dificultam o alto rendimento na temporada. Por isso, fica muito difícil Neymar realizar o sonho de ser eleito o melhor jogador do mundo.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Problemas emocionais podem causar lesões em Neymar

O médico Joaquim Grava, que passou pelo Corinthians, onde dá nome ao CT do clube, e pela seleção brasileira, foi entrevistado pelo Yahoo Esportes. Grava também trabalhou no Santos, com Vanderlei Luxemburgo, e falou sobre as lesões frequentes de Neymar.

Para o experiente médico, o trabalho de preparo físico de Neymar no PSG é muito bom. Grava afirmou que conhece o preparador físico de Neymar, Ricardo Rosa, e elogiou o profissional. Segundo ele, problemas emocionais podem causar as lesões.

Neymar estaria insatisfeito no PSG

Na entrevista, Joaquim Grava também citou que a falta de vontade de treinar pode fazer com o que o jogador sofra lesões. No fim da temporada passada, Neymar deixou claro que queria deixar o time francês.

Por causa disso, foi cobrado pela torcida em jogos do Campeonato Francês. O jogador quer voltar a jogar na Espanha e seu destino preferido seria o Barcelona, primeira equipe que defendeu na Europa.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!