in

Avaí rebaixado e as chances de cada equipe escapar

Globo Esporte
Publicidade

Nove dos vinte clubes que disputam a série A até aqui ainda possuem algum risco, ainda que irrisório, de sofrer com um rebaixamento. Para alguns, mesmo os resultados de ontem não alteraram e não deu pra afrouxar a corda do pescoço.

  • 20 . Avaí  100%
  • 19 . Chapecoense  99%
  • 18 . CSA 95%
  • 17 . Fluminense  39%
  • 16 . Cruzeiro 31%
  • 15 . Ceará  19%
  • 14 . Botafogo  15%
  • 13 . Fortaleza  1%
  • 12 . Atlético-MG  1%

O fato de quase 50% dos clubes ainda terem, mesmo que irrisório, algum risco de queda, mexe muito com o ânimo dos torcedores. São 4 vagas para a série B de 2020 e nenhum interessado em carimbar o passaporte.

Publicidade

Só que com ou sem interesse, a cada rodada que passa, mais clubes ficam matematicamente livres e consequentemente, a corda aperta ainda mais no pescoço dos clubes que possuem risco iminente.

CSA e Chapecoense são os mais fortes candidatos a carimbarem a vaga que ninguém quer, os 99% sinalizam a iminência da queda e o virtual rebaixamento.

Publicidade

Embora quase não preocupem mais suas torcidas, Atlético-MG e Fortaleza precisam somar mais alguns pontinhos para anularem qualquer possibilidade real de cair, ao menos eles estão quase lá.

A galera do risco moderado engloba os dois clubes do Rio de Janeiro, Botafogo e Fluminense que nas últimas rodadas acabaram um botando o outro na zona. O risco de que um dos cariocas caia é altíssimo, sendo um tanto maior para o Fluminense.

Ao menos o Flu consegue fazer confrontos diretos com concorrentes pela não queda, ou seja, tá cheio de jogos de ‘seis pontos’ do tipo matar ou morrer pela frente, mas continua dependendo só de si para escapar.

Publicidade
Avatar

Escrito por Mari

Alguém que curte escrever sobre entretenimento e diversidades.

Next post

Vinicius Junior seria o segredo do Real Madrid; a transferência do ano’

Cristiano Ronaldo pode deixar a Juventus e voltar a um antigo clube