in

Mercado da Bola: dirigente do Flamengo prevê chegada de craques vindos da Europa

Publicidade

Desde a chegada do então presidente Eduardo Bandeira de Mello, o Flamengo mudou completamente a maneira pela qual o clube era gerido. Com uma estratégia de maior aproximação com a torcida, e venda de atletas para o futebol europeu, o clube soma atualmente um caixa financeiro com saúde nunca então visto, lotando estádios jogo após jogo, e alçando a primeira colocação no ranking de sócios-torcedores, com quase 150 mil membros.

Falando sobre a atual situação do clube, o diretor do Flamengo, Bruno Spindel, revelou as projeções do Rubro-Negro para os próximos anos. Ele deixou claro que a chegada de nomes de peso vindos do futebol internacional será algo corriqueiro daqui pra frente:

Publicidade

Conforme eles (europeus) forem performando aqui, tendo sucesso esportivo, ser bom para a carreira deles. Essa porta vai ser normal. Hoje não é normal. É normal sair da América do Sul para a Europa, Ásia”, disse em entrevista ao Blog do Rodrigo Mattos, no UOL. 

Retrospecto positivo

A afirmação do diretor tem fundamento. A presença da torcida nos estádios foi destacada como um dos fatores de maior importância para que jogadores de peso tenham vontade de virem ao Brasil a fim de vestir o manto Rubro-Negro. Além disso, o Flamengo tem experiência positiva neste sentido, com a repatriação de estrelas do futebol europeu recentemente, tais como Diego Alves, Rafinha e Filipe Luís.

Publicidade

Flamengo em nível internacional

Em termos de média de público, Bruno Spindel disse que o Flamengo ocupa por volta da quinta posição entre os clubes que mais lotam estádios no planeta. Além disso, engradecendo o ego de seu time, destacou que o atual nível técnico da equipe está no mais alto patamar visto no futebol mundial.

Publicidade
Avatar

Escrito por Henrique

Henrique Furtado é um redator que gosta de ocupar o seu tempo livre lendo notícias, e noticiando aquilo que acha mais interessante.

Next post

Flamengo: estrela do time revela desejo de ser treinador e pode ser o Jesus do futuro

Brasileirão: confira as chances de Libertadores após os jogos de ontem