in

Real Madrid e um negócio impensável, que envolve Rodrygo

UOL
Publicidade

A temporada não está começando bem para o Real Madrid, que já estaria planejando mexidas e novas transferências para o ano que vem. De acordo com o site Don Balón, eles estão trabalhando sério, buscando novos reforços que possam realmente marcar diferenças. E tudo indica que Florentino Pérez e Zidane devem mesmo assinar novos craques, já em janeiro.

Real Madrid ainda irregular

Essa aceleração iminente nas contratações responde a duas necessidades na diretoria ‘blanca‘. A primeira é que quanto mais rapidamente eles fecharem os acordos, menor a chance de perdê-los. E o segundo tem mesmo que ver com essa necessidade que o Real tem em assinar rapidamente jogadores que possam garantir gols.

Publicidade

O jogo contra o Galatasaray mostrou novamente dificuldade no ataque; e o 1 a 0 é sempre um resultado perigoso, que deixa a partida em aberto até o final. Jogadores como Benzema, Hazard, Vinícius ou Jovic acrescentam muito no jogo do time, mas não o suficiente para gol. 

Real Madrid tem um novo alvo

É verdade que na Turquia, Zidane tentou duas jovens soluções no time: Fede Valverde e Rodrygo Goes. Porém, a verdade é que nenhum deles seria jogador para fazer mais que 15 gols na temporada, e o Real Madrid continua se ressentindo da ausência de um artilheiro poderoso.

Publicidade

Por tudo isso, o time busca um jogador especial. E Mbappé, que seria um dos sonhos, parece impossível. Então, a solução seria Jadon Sancho, o jovem craque do Borussia de Dortmund, um dos mais entusiasmantes da atualidade.

No entanto, o Borussia poderia ter uma exigência muito puxada. De acordo com o Don Balón, 80 milhões de euros e o passe de Rodrygo Goes seria a proposta dos alemães, para liberarem o jovem inglês. Ainda assim, o negócio parece complicado, até porque Florentino não estaria nada virado para a possibilidade de perder Rodrygo.

Publicidade
Next post

Atlético-MG e uma notícia sobre Bernard que surpreende no mercado da bola

Flamengo toma importante decisão de última hora sobre bilheteria do jogo com o CSA