in

Carille pediu Rodriguinho e mais dois reforços ao Corinthians

Foto: Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians

Após um empate contra o Athletico Paranaense, pelo Campeonato Brasileiro, a torcida corintiana se estressou e vem perdendo a paciência com Fábio Carille. O treinador recebeu apenas uma missão do presidente Andrés Sanchez: levar o Timão para Libertadores de 2020, sem pré-Libertadores.

No entanto, Carille vem cumprindo com seu propósito. O treinador alvinegro mantém o Corinthians na quarta colocação. Quedas em outras competições e baixos rendimentos contra times que seriam, tecnicamente, mais fracos, fazem Carille enfraquecer no comando do Alvinegro de Itaquera.

Publicidade

Pediu reforços

Após o empate, o treinador revelou que pediu alguns reforços para a diretoria do Corinthians, mas os dirigentes não conseguiram contratar sequer um dentre os pedidos.

Rodriguinho anunciou retorno ao futebol brasileiro. Interessado em voltar ao Corinthians, o Cruzeiro aplicou o famoso ‘chapéu’ e fez uma excelente proposta para fechar com o ídolo corintiano.

Publicidade

Gabigol foi outro pedido de Carille. O centroavante é artilheiro do Flamengo. Mas vale ressaltar que o Rubro-Negro aceitou pagar salários mensais de R$ 1,5 milhão para ter o atleta por empréstimo. Anteriormente, o Santos só pagava parte dos salários do jogador.

O último pedido de Carille foi pelo ponta-atacante Róger Guedes. O atacante, no entanto, recebe salários de R$ 1,1 milhão no futebol chinês. Incapaz de pagar tais vencimentos, o Corinthians recuou.

O diretor Dúlio Monteiro Alves se pronunciou sobre as críticas de Carille e conta que avisou que o time não tinha condições financeiras para executar tais compras.

Publicidade
Avatar

Escrito por Bruno Avila

Escritor de futebol e política desde 2016, quando comecei o trabalho na Blasting News. Hoje migrei ao 1News e sou um dos escritores mais lidos do site.

Next post

2 no Rio, 1 em São Paulo: clubes que mais enviaram jogadores para Seleção

Corinthians e uma contratação de última hora que ninguém esperava