in

Novak Djokovic antes da estreia no Japão: “Quero poder criar meu próprio legado”

Após saída precoce no US Open, Novak Djokovic está de volta às quadras nesta semana. O Sérvio irá disputar o ATP 500 de Tóquio, enquanto se prepara para o Masters 1000 de Xangai, principal objetivo do mês de outubro. Afinal, o atual número um do mundo defende o título na China.  

Djokovic, que abandonou o jogo das oitavas de final do Aberto dos Estados Unidos devido à uma dor nas costas, garante que já está saudável e pronto para o final da temporada. Para ganhar ritmo, também entrou na disputa de duplas, ao lado de Filip Krajinovic, no Japão. Na primeira rodada, perdeu para o brasileiro Bruno Soares e Mate Pavic.

Publicidade

É a primeira vez de Djokovic neste torneio da ATP. E pode se tornar o 11º número 1 do mundo a ganhar o título de Tóquio. Ele aproveitou a ida ao japão para praticar sumo, nesta segunda-feira (30), e disse que quer experimentar mais da cultura local.

271 semanas como número um do mundo

Quando o sol amanheceu no Japão nesta segunda-feira, Djokovic completou 271 semanas como número um do mundo. Sendo assim, ele passou Ivan lendl, que somou 270 semanas neste posto. Agora, apenas dois tenistas acumulam mais tempo que o sérvio no topo do ranking da ATP. Pete Sampras, com 286, e o líder de todos os tempos, Roger Federer, com 310.

Publicidade

Em entrevista à ATP, o atual número um falou sobre a quebra de recordes. Ele afirma não está correndo atrás de recordes de outras pessoas, pois acredita que cada um tem a sua jornada.

“Quero poder construir meu próprio caminho, meu próprio legado e me concentrar nisso, em vez de quebrar o recorde de outra pessoa. Claro, eu me preocupo com a história. É claro que quero ser o melhor possível na história desse esporte”, declarou Djokovic.

Terminará o ano como número um?

Rafael Nadal é o único que pode tirar o trono de Novak Djokovic em 2019. Aliás, o espanhol está 1960 pontos a frente do sérvio na disputa para encerrar o ano como número 1 da ATP. E faltam apenas cinco semanas da temporada regular. Quem será o vencedor?

Publicidade
Next post

China Open: semana preparatória para Masters 1000 de Xangai tem Thiem, Zverev e Murray

Sob gritos de ‘O VAR é do Flamengo’, Neto insinua que árbitros estão favorecendo o Rubro-Negro