in

Revelação inesperada: Messi na Inglaterra? 

Express
Publicidade

Arséne Wenger, antigo treinador do Arsenal, fez uma revelação surpreendente, sobre Leo Messi. O treinador francês falou como, no passado, Leo Messi e Cristiano Ronaldo poderiam ter coincidido na Premier League e como isso não aconteceu. Porém, a situação poderia mudar, agora, que Messi pode escolher seu destino a partir do final do próximo ano. A cláusula que liberta o argentino faz sonhar muitos de seus eternos pretendentes.  

Messi e Cristiano Ronaldo juntos

Wenger, que no ano passado deixou o cargo de treinador dos ‘gunners‘ após 22 temporadas treinando o time, diz que o clube da Premier League tentou contratar os dois astros. Porém, o Arsenal acabou falhando as duas negociações. 

Publicidade

Cristiano Ronaldo, no entanto, assinaria pelo Manchester United, com Sir Alex Ferguson, onde ele se tornaria uma estrela do futebol mundial, antes de assinar pelo Real Madrid. Então, Ronaldo saiu de Portugal, bem jovem, para se mudar para a Premier League, mas o mesmo não aconteceu com Messi, que nunca viu possível sua saída do Barcelona.

Porém, quando perguntado se ele já tentou assinar Cristiano Ronaldo, Wenger disse que sim e que ele sempre teve que conviver com a frustração de não ter conseguido, até porque o português acabaria marcando diferenças na Premier League, com seu talento. 

Publicidade

Arsenal tentou sua chance

Sobre Messi, porém, Wenger admitiu que, embora o Arsenal estivesse interessado nele, ele parecia “intocável“. O antigo treinador do Arsenal disse que quando compraram Fabregas, também do Barcelona e um dos melhores amigos de Messi, teve conversas sobre o argentino, mas eles sempre souberam que isso seria impossível.

Publicidade

Apesar das melhores tentativas de Wenger, o francês disse que, lamentavelmente, não conseguiu tirar Messi de Barcelona, ​​assim como fez com seu companheiro de equipe, Cesc Fábregas. Então, em 2003, os dois jogadores estavam com 17 anos de idade. E o espanhol foi para Londres, regressando somente em 2011 para o Barça. Enquanto isso, Messi continuou sempre no Barcelona, onde se tornaria um dos melhores de sempre do futebol. 

Porém, se em 2003, Wenger viu isso impossível, as coisas poderiam ser diferentes agora, que Messi tem um contrato que o liberta do Barça. Porém, resta saber se Messi vai querer deixar seu time de sempre. 

Publicidade
Next post

Neymar e uma operação que aperta em poucas horas

Jornal da Argentina diz que ‘Flamengo mete medo no Brasil e a nível internacional’