in

Flamengo: diretoria diz se Gabigol vai continuar no clube e surpreende com notícia triste

Divulgação: Flamengo
Publicidade

Gabriel Barbosa, o Gabigol, se identificou com o Flamengo e com a torcida rubro-negra. Neste ano, o jogador já marcou 28 gols em 38 partidas. Os números impressionam, chamam a atenção e fazem os flamenguistas quererem, a todo custo, que Gabigol permaneça na equipe.

O vínculo de Gabigol com o Flamengo vence no final do ano e já há movimentação para que ele continua na Gávea por mais algumas temporadas. O atacante tem contrato com a Inter de Milão até junho de 2021.

Publicidade

O negócio envolvendo Gabigol, Flamengo e Inter de Milão não é fácil. Por isso, a direção rubro-negra trata de falar às claras com o torcedor. A ideia é que não se crie grandes expectativas quanto a permanência do jogador.

Diretor falar sobre contratação de Gabigol

Diretor-executivo do Flamengo, Bruno Spindel participou da Expo Futebol, organizada pela CBF, e falou sobre a contratação de Gabigol. Ele afirmou que é difícil falar em movimentação.

Publicidade

Spindel garantiu que há um desejo de que Gabigol permaneça na equipe pela relação que criou com a camisa rubro-negra e com a torcida. Spindel garantiu que a transação não é simples. “Não é fácil uma operação dessa. Não tem mais do que isso que possa falar no momento”, explicou o diretor.

Publicidade

Flamengo tentou contratar Balotelli

A janela de transferências se encerrou sem que o Flamengo contratasse uma opção para o ataque rubro-negro. O clube até tentou a contratação do italiano Mario Bolatelli, mas não conseguiu. O jogador foi para o Brescia.

Segundo Spindel, as alternativas para o ataque são quase nulas. Até o final do ano, os rubro-negros sabem que podem contar com Gabigol, a partir daí, apenas o futuro dirá.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.

Next post

Flamengo: STJD toma decisão após Gabigol comemorar contra o Vasco com cartaz da torcida

Briga judicial: Barcelona e Neymar vão se enfrentar no tribunal