in

Palmeiras: com medo da torcida, clube fecha treinos e adota silêncio

Felipe Zito
Publicidade

O Palmeiras está em crise. A derrota para o Flamengo, no domingo (1º), por 3 a 0, no Maracanã, foi a gota que fez o copo de água transbordar no Verdão. A crise chegou definitivamente a diretoria agiu.

Após eliminações na Copa do Brasil e na Copa Libertadores da América, a queda de produção no Brasileirão, que culminou com a perda da liderança, fez o clube adotar procedimentos que visem garantir a segurança dos atletas, comissão técnico e diretoria.

Na manhã desta segunda-feira, o Palmeiras informou que os treinamentos da equipe serão fechados durante toda a semana. A decisão impacta no trabalho da imprensa já que jornalistas não terão acesso ao local.

Publicidade

Palmeiras teme protesto de organizada

Após a eliminação na Copa Libertadores da América, diante do Grêmio, a Mancha Alvi Verde lançou um manifesto em que criticava o diretor de futebol, Alexandre Mattos, o presidente, Maurício Galiotte, e pedia a cabeça de alguns jogadores do elenco do Verdão.

Publicidade

No domingo, a Mancha esteve em bom número no Maracanã e protestou após o jogo. Luiz Felipe Scolari foi alvo da fúria da torcida. O treinador foi chamado de “imbecil” pelos torcedores.

Clube adota medidas de segurança

Desde a eliminação na Libertadores, na última terça-feira, o Palmeiras adotou medidas. A segurança na Academia de Futebol foi reforçada com a presença de policiais militares e com seguranças do clube.

Por enquanto, ainda não há nenhum protesto de organizadas marcado para acontecer, mas essa hipótese não é descartada. O investimento milionário animou os alviverdes, mas o clube pode fechar 2019 sem títulos, se não vencer o Brasileirão.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br

Next post

Promessa do Flamengo pode estar de volta à equipe após dispensa da seleção brasileira

Flamengo sofre dura derrota fora de campo e é punido na Libertadores pela Conmebol