in

Jogo é interrompido após manifestações homofóbicas; equipes podem ser punidas

UOL

Desta vez aconteceu na França, em um jogo da Liga profissional francesa, um jogo teve que ser suspenso após a torcida levantar duas bandeiras com mensagens de cunhos homofóbicos. Esta conduta poderá ser passível de punição com perda de pontos para as duas equipes.

O jogo foi entre as equipes do Nice e Marseille. A bandeira em questão trazia trocadilhos com termos em francês e teriam cunho preconceituoso.

‘Mais gays nos estádios’, afirma bandeira francesa

Uma das bandeiras levada ao jogo trazia os dizeres “Quanto mais sessões, mais gays nos estádios”, esta frase era em forma de protesto contra uma política adotada pela França que autorizava a criação de mais sessões livres de barreira para as torcidas.

Após as bandeiras ainda puderam ser ouvidos gritos homofóbicos entoados por parte das torcidas.

Caso no Brasil repercutiu esta semana

Aqui no Brasil, nesta semana, um grupo de torcedores do Vasco se manifestou de forma preconceituosa no estádio. O árbitro chegou a interromper o jogo, contra o São Paulo, e o técnico Luxemburgo também pediu aos torcedores que parassem.

Após pararem as manifestações, o jogo foi reiniciado. Depois deste episódio, a diretoria Cruz Maltina foi chamada a se posicionar junto ao STJD, o clube ainda decidiu que irá utilizar uma faixa no próximo jogo, diante do Cruzeiro, em uma campanha contra a homofobia nos estádios. Em suas redes sociais o clube emitiu repúdios públicos contra a atitude de alguns torcedores e ainda reforçou a posição após publicarem um vídeo onde se vê na abertura ‘homofobia é crime’.

Avatar

Escrito por Evandro

O mundo do entretenimento é a minha vida.

Brasileirão: Palmeiras pode ter desfalque importante para partida contra o Flamengo

Mercado da bola: Flamengo libera, e Cuellar negocia sua saída