in

Empresário revela que vontade de Gabigol não é Santos e nem Flamengo

Calciomercato

Gabigol tem sido o principal jogador do Flamengo neste ano. O atacante possui 33 jogos na temporada e já marcou 22 gols, dois deles na vitória e classificação do rubro-negro carioca na Copa Libertadores da América, contra o Emelec, jogo válido pelas oitavas de final da competição.

Gabigol na Europa?

O jogador, revelado pelo Santos e com passagem na Europa por Inter de Milão e Benfica, chegou ao Flamengo com status de craque e, até o momento, vem correspondendo à altura.

Com empréstimo até o fim do ano, dirigentes do Flamengo já manifestaram a vontade de contar com o jogador em definitivo, mas essa é uma tarefa mais difícil.

Ele (Gabriel Barbosa) gostaria muito de voltar para a Europa, e a LaLiga o atrai muito. Ele se adapta perfeitamente ao seu estilo de jogo. Sevilla? É um grande time“, disse o empresário do jogador, Junior Pedroso.

Com a excelente temporada que vem fazendo, Gabigol planeja voltar para a Europa e ter uma oportunidade numa nova equipe, já que o jogador não obteve sucesso nos clubes europeus por onde passou. Com a camisa da Inter de Milão, Gabigol fez apenas 10 jogos e marcou 1 gol. Já pelo Benfica, foram 5 partidas e também apenas 1 gol marcado. Números muito fracos se compararmos com a média de Gabigol no Santos e no Flamengo. Na equipe paulista, por exemplo, foram 207 partidas e 83 gols marcados.

Recuperação do atacante

Recuperando-se de uma lesão no músculo posterior da coxa esquerda, Gabigol deve desfalcar o Flamengo nas duas próximas rodadas do Campeonato Brasileiro, já que a ordem do clube é que os jogadores estejam 100% para o confronto contra o Internacional, pelas quartas de final da Copa Libertadores da América. Ainda que se recupere a tempo de estar em campo no torneio nacional, Gabigol deve ser poupado no duelo contra o Vasco.

Avatar

Escrito por Fernando Goulart

Sou estudante de Direito e um apaixonado por escrever.

Next post

Neto faz duras críticas em seu programa ao canal Fox Sports e ao Palmeiras

Coutinho: os valores e a decisão que ninguém esperava