in

Mercado da Bola: Grêmio nega proposta da China e Everton rompe com agente

Divulgação / Instagram
Publicidade

Everton comunicou ao Gremio que seus interesses devem ser tratados com Márcio Cruz, a partir de agora. O atacante do triolor gaúcho não renovou sua procuração com o então agente, Gilmar Veloz, rompendo assim com o empresário. Veloz era o responsável por tratar as negociações entre os interessados pelo atleta e Cruz trabalhava em parceria, desde que Everton chegou do Fortaleza, e 2013. 

Este rompimento teria sido o pano de fundo para a não venda do jogador de 22 anos ao Beijing Guoan, da China. O negócio de 45 milhões de euros (cerca de R$ 200 milhões) não interessou ao Grêmio. Mas a corrida para a transferência de Everton para o mercado internacional ainda está aberta, e todos querem aproveitar a boa fase do jogador, que passou a ter mais destaque após a Copa América. Caso o atacante seja vendido, Gilmar Veloz lucrará com isso. 

Publicidade

Como ficam as negociações

Everton e Márcio Cruz tem agora liberdade para entrar em contato com os clubes europeus à procura de ofertas. Estes clubes, no entanto, terão que fazer a proposta ao Grêmio, que ainda pode recusar. 

Gilmar Veloz, que tem direito a 30% da venda do passe do jogador, também pode conversar com clubes europeus e convencê-los a apresentarem uma oferta ao time gaúcho. A transferência do jogador ainda é de grande interesse para o empresário. As últimas janelas de transferência na Europa fecham no começo de setembro. 

Publicidade

Quem é Gilmar Veloz?

Gilmar Veloz é um empresário bastante conhecido no mundo do futebol. Atualmente ele representa, por exemplo, Tite, técnico da seleção brasileira, e Luiz Adriano, do Palmeiras. Também já foi representante de agente do Alexandre Pato, que hoje joga no São Paulo. 

Publicidade
Next post

Mercado da Bola: Botafogo quer atacante do Internacional e negociações se iniciam

Dicas Cartola FC #14: confira as melhores opções de escalação para a rodada