in

Melhor tenista brasileira viola código antidoping e está suspensa de competições

Divulgação / Instagram
Publicidade

A  suspensão de Beatriz Haddad Maia ainda é provisória. De acordo com a Federação Internacional de Tênis, em notícia publicada nesta terça-feira (23), a tenista brasileira teria ingerido a substância SARM, um anabolizante que é proibido pela Wada, a Agência Mundial Antidopping. O teste de urina, que identificou o SARM, foi feito durante o WTA de Bol, na Croácia, que aconteceu entre os dias 03 e 09 de junho.

Bia estava com seu passaporte carimbada para o US Open, o último Grand Slam do ano. Ao chegar a posição de 96 do mundo no dia 15 de julho, a brasileira se garantiu nas chaves principais da competição americana que começa no dia 26 de agosto. A tenista de 23 anos, que já foi número 58 do mundo, estava voltando a sua melhor forma em 2019. Mas pode ter colocado tudo a perder.

A atleta teria sido informada da suspensão no dia 12 de Julho, e teria até o dia 22, ontem, para se defender afim de evitar a continuação da pena. Contudo, de acordo com a entidade, ela não se pronunciou.  Hoje, após o anúncio da ITF a assessoria de comunicação da jogadora emitiu uma nota afirmando que a notícia pegou Bia de surpresa, e que ele trabalha para provar sua inocência. O advogado Bichara Neto cuidará de sua defesa.

Publicidade

Ascenção de Bia Haddad Maia em 2019

Bia Haddad Maia saltou da posição 176 para a 99 em 2019. Repetindo o feito em 2018, a brasileira começou o ano chegando a segunda rodada do Australian Open. Em abril, em Acapulco,  conseguiu um feito histórico ao derrotar Sloane Stephens, então número quatro do mundo. Foi a primeira do país a conseguir um resultado deste. Em Wimbledon, venceu Garbiñe Muguruza, espanhola que já ocupou o topo do ranking da WTA.

Publicidade

Nota na íntegra

“A tenista Beatriz Haddad Maia recebeu com surpresa, na manhã desta terça-feira (23), a notificação do Programa de Anti-Doping da ITF que, em teste realizado no Croatia Bol Open, no mês passado, foi encontrado as substâncias SARM S-22 e SARM LGD-4033.
A atleta esclarece que jamais procurou obter vantagem indevida, sempre respeitou o jogo limpo e que trabalhará na sua defesa para provar sua inocência”.

Publicidade
Next post

Hamburg Open: veja os favoritos ao título do torneio que começou nesta segunda-feira (23)

Copa Libertadores 2019: saiba como assistir River Plate x Cruzeiro ao vivo na TV e online