in

Richarlison ajuda financeiramente alunos do Espírito Santo

Gazeta Online

O Instituto Federal do Espírito Santo, de Nova Venécia, classificou-se para o torneio Olimpíada Matemática em Taiwan, mas não tinha recursos para bancar a viagem da delegação. O instituto fica na cidade natal de Richarlison.

O atacante da Seleção Brasileira viu alunos postando sobre uma campanha para conseguir recursos, com objetivo de levar uma delegação com 11 pessoas para Taiwan. Richarlison respondeu uma das postagens dizendo: ”Já entrei em contato com o José“.

Alunos precisam de mais ajuda

Ana, que foi respondida pelo jogador, conta que a equipe foi ouro na Olimpíada Matemática sem Fronteiras e que isso levou à competição internacional. Mesmo com ajuda do atacante, a aluna continuou postando e marcando outros jogadores, como Neymar e Ronaldinho Gaúcho.

Quando questionada sobre a ajuda de Richarlison, Ana respondeu que o atacante contribuiu o suficiente para levar três alunos e mais um professor, mas que ainda faltam recursos para levar o resto dos 11 integrantes da delegação.

Fase na Seleção Brasileira

O atacante Richarlison tem vivido grandes momentos no Everton, da Inglaterra, e por conta disso se tornou titular da Seleção Brasileira. Em uma ponta, Tite tem colocado Richarlison, e na outra David Neres. Assim utilizando duas das maiores revelações brasileiras na titularidade.

Com Neymar lesionado, é possível que o jogador do Everton continue na titularidade pela Copa América. O atleta tem feito grandes atuações nos amistosos marcados pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

A Seleção Brasileira se prepara para fazer jus ao favoritismo que tem na Copa América. O objetivo de Tite é conquistar a competição para retomar a confiança dos brasileiros.

Avatar

Escrito por Bruno Avila

Escritor de futebol e política desde 2016, quando comecei o trabalho na Blasting News. Hoje migrei ao 1News e sou um dos escritores mais lidos do site.

Next post

PSG: diretor decide se quer Neymar fora

Palmeiras aguarda resposta de Ramires, mas atleta ainda pode voltar atrás