in

Grêmio busca vitória fora de casa para se manter fora da zona do rebaixamento

Lucas Uebel / Grêmio F.B.P.A.

O Grêmio está em busca de seu primeiro triunfo longe de casa no Brasileirão 2019, e é o Botafogo quem enfrentará o time de Renato Gaúcho na noite de quarta-feira. A necessidade de vitória do time é para conseguir afastar ainda mais da temida zona do rebaixamento e começar de forma positiva os trabalhos no segundo semestre.

A partida, que está marcada para acontecer no Estádio Nilton Santos, às 19h15, terá exibição ao vivo pelo canal SporTV (exceto Rio de Janeiro) e no Premiere.

O triunfo sobre Fortaleza ajudou o Grêmio a subir cinco posições na tabela de classificação. Agora, o time está com oito pontos e na 13º posição e vê a necessidade da vitória para se distanciar da Zona, que está atualmente a um ponto de distância. Uma vitória pode levar o clube à 11ª colocação na lista de classificação.

Tardelli fala sobre objetivo do Grêmio

Segundo Diego Tardelli, o Grêmio tem como objetivo chegar bem ao fim dessa primeira fase para que não haja preocupação durante a parada para a Copa América. Longe de sua terra, o Grêmio não tem conseguido resultados positivos: a equipe conseguiu empatar duas vezes (Avaí e Corinthians) e ser derrotada outras duas vezes (Ceará e Bahia). 

O clube marcou somente dois gols em quatro jogos fora. O jogo será complicado, já que o Botafogo vem embalado e tem 100% de aproveitamento em casa. Tardelli está confiante e afirma que o tricolor está procurando melhorar na competição e, mesmo com o jogo difícil, é aguardado que o tricolor deixe uma boa imagem antes do recesso.

Provável escalação do Grêmio

Para jogar nesta quarta são esperados: Paulo Victor no gol; Leonardo, Geromel, Rodriguez e Juninho Capixaba na defesa; Maicon, Michel, Alisson, Jean Pyerre e Tardelli no meio e Felipe Vizeu no ataque.

Avatar

Escrito por I Feitosa

Escrevo sobre TV, famosos e entretenimento desde 2011.

A atenção nos detalhes é o que nos faz prosperar.

Next post

Arana pode deixar o Sevilla, e clube europeu seria o destino

Rodrygo chora em despedida do Santos: ‘Dei meu máximo’