in

CR7 se surpreende com atuação de De Ligt e crava convite tentador: ‘vem jogar na Juventus’

Susana Vera/Reuters

Após a vitória da seleção de Portugal na final da Liga das Nações, com o placar apertado de 1 a 0 contra a Holanda, o atacante da Juventus, Cristiano Ronaldo, se aproximou mais do zagueiro Matthijs de Ligt.

O cinco vezes melhor do mundo surpreendeu a imprensa e o próprio zagueiro ao fazer um convite para lá de tentador, chamando-o para se transferir à Juventus.

A promessa de apenas 19 anos de idade, em entrevista para a emissora holandesa NOS, mostrou toda a perplexidade diante da pergunta de Cristiano Ronaldo: “Ele me pediu para ir à Juventus. Fiquei um pouco surpreso com a pergunta, é por isso que eu ri. Eu não o entendi a princípio“, afirmou De Ligt.

De Ligt é destaque do Ajax

De Ligt foi um dos grandes destaques do Ajax durante a temporada, chegando até as fases finais da Liga dos Campeões.

A sua boa atuação despertou o interesse de vários gigantes europeus. Embora muito se especula sobre o seu futuro, ainda há incerteza sobre qual camisa o zagueiro irá defender na próxima temporada.

Juventus conta com concorrentes muito duros para contratação. Atualmente, o Paris Saint-Germain, clube de Neymar, e o Barcelona, de Messi, são os cotados como favoritos para contar com jovem jogador.

De Ligt não descarta permanecer no Ajax

Entretanto, uma permanência no Ajax também não está descartada. O jogador afirmou que a decisão será tomada apenas após as suas férias, com o fim da temporada europeia.

Para ele, o fator preponderante para a escolha será um clube que lhe permita condições de atuar de maneira consistente. De Ligt deu indícios de que não pretende ficar no banco de reservas.

Avatar

Escrito por Henrique

Henrique Furtado é um redator que gosta de ocupar o seu tempo livre lendo notícias, e noticiando aquilo que acha mais interessante.

Next post

Paolo lesiona quinto metatarso às vésperas da Copa América, e Peru vive novo dilema no time

Ex-atacante de Palmeiras e Porto entristece fãs ao anunciar aposentadoria: ‘Fim de um ciclo’