in

Muricy Ramalho diz porque São Paulo escolheu Hernán Crespo como treinador

Reprodução SporTV
Publicidade

Hernán Crespo foi contratado para ser treinador do São Paulo em março. As coisas têm dado certo e o argentino recebe muitos elogios por causa do desempenho da equipe. Crespo soube aproveitar o trabalho iniciado por Fernando Diniz, que quase culminou na conquista do Campeonato Brasileiro na temporada passada.

Até o momento, Crespo comandou o São Paulo em dez partidas. São oito vitórias, um empate e uma derrota. O aproveitamento é de 83,33%, igual à campanha que Cuca atingiu em 2004, período anterior a uma série de conquistas importantes, entre 2005 e 2008.

O desempenho de Crespo fica abaixo de Rubens Salles (1931), Jim Lopes (1953) e Pepe (1986), com 93,33% de aproveitamento. Crespo pode melhorar se continuar acumulando vitórias. São sete seguidas. Além disso, o Tricolor venceu os clássicos contra o Santos (4 a 0) e Palmeiras (1 a 0).

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em entrevista ao jornalista Jorge Nicola, do Yahoo, Muricy Ramnalho falou sobre a chegada de Hernán Crespo ao São Paulo. Segundo o treinador, a parte financeira de Crespo era parecida com a pedida por Miguel Ángel Ramírez, que hoje está no Internacional.

“Acontece que a gente identificou no Crespo tudo aquilo que a gente pensava em um treinador: começando, com muita fome, formação feita na Europa, já ganhou um título, conhecia muito o nosso time”, elogiou Muricy. O coordenador também disse que o estilo de jogo dos times de Crespo – bem jogado, vertical, aguerrido e com velocidade – batia com que a diretoria do São Paulo queria e por isso o argentino foi contratado.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!