in

Gabigol entra com processo contra a Globo; detalhes são revelados e jogador se dá mal

Reprodução/Globo
Publicidade

O jogador do Flamengo Gabigol entrou na justiça contra a Rede Globo de televisão através da empresa que cuida da sua imagem, a Gabigol Esportes Ltda. A empresa tentou no último sábado (20/03) uma liminar na Justiça do Rio de Janeiro tentando impedir a Globoplay de lançar o último episódio do documentário em forma de série “Predestinado”, que narra a história do jogador. 

O episódio estava pronto, mas foi reeditado para contar os últimos fatos da vida pessoal do atleta. Gabigol foi detido em São Paulo após ser pego em um cassino clandestino em uma das piores fases da pandemia no país. No episódio da série a Globo separou pouco mais de quatro minutos para narrar os acontecimentos daquela noite, incluindo trechos de uma entrevista que o próprio jogador deu a emissora na noite do domingo da última semana (14/03). 

A defesa do jogador alega que a série era para ser uma homenagem a Gabigol, e não conter episódios que manchem a imagem do atleta. A advogada que cuida do caso alega que existem cláusulas no contrato do seriado que obrigam a emissora carioca a consultar o atleta em caso de qualquer alteração no enredo do documentário. O entorno de Gabigol afirma que só ficaram sabendo que a Globo faria mudanças um dia antes do episódio ir ao ar na plataforma de streaming, Globoplay.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

O estafe do atleta pediu judicialmente que o material não fosse ao ar e estimulou uma multa de R$ 2 milhões caso a emissora descumprisse a decisão. 

Entretanto, o pedido de Gabigol foi negado pela juíza de plantão da 14ª Câmara Cível da cidade do Rio de Janeiro. A juíza alegou que as notícias já eram de conhecimento do público e o próprio jogador deu entrevista falando abertamente sobre o assunto. 

O episódio entrou no ar normalmente no último domingo (21/03) e está a disposição dos assinantes do Globoplay.

Publicidade
Publicidade
Jean Marangoni

Escrito por Jean Marangoni

Influenciador digital responsável pelas páginas 'Mussum Sinceris' nas redes sociais, trabalho também com jornalismo online há 3 anos. Para sugestões entre em contato: [email protected]