in

Diego Costa apresenta valores para atuar no Grêmio e detalhes são revelados; concorrência é acirrada

Divulgação - Atlético de Madrid
Publicidade

O Grêmio é tido como um dos candidatos ao protagonismo da janela de transferências do mercado da bola. Visando reformulações em seu elenco, a diretoria Tricolor dos Pampas segue atenta a possíveis oportunidades para trazer reforços pontuais e de peso para a equipe de Renato Gaúcho, que renovou o seu contrato até o final da temporada.

Nos últimos dias, alguns nomes têm sido cotados como alvo do Imortal. Entre eles, estão atletas de peso que possuem passagens por seleções. A lista é puxada pelo meia Douglas Costa, que deu seus primeiros passos no futebol no Tricolor, e também conta com outros medalhões, como por exemplo, Diego Costa, atacante hispânico-brasileiro que construiu boa parte da sua carreira no Velho Continente. 

Ex-Chelsea e Atlético de Madrid, o experiente atacante tem sido cotado em várias equipes de expressão do cenário nacional. Após a sua saída da equipe Colchonera, o jogador foi especulado no São Paulo, Atlético-MG, Flamengo, Palmeiras e agora chegou a ser cotado no Tricolor gaúcho.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Pedida astronômica

De acordo com repórter Diogo Rossi, as cifras pedidas por Diego Costa afastam qualquer tipo de negociação. Segundo ele, o atacante naturalizado espanhol teria pedido um salário de R$ 1,6 milhão por mês para atuar no futebol brasileiro.

Esta exigência é tida como praticamente inviável para os padrões do Grêmio e de outras equipes do cenário nacional.

Com estes valores, o Grêmio poderia preferir investir em outros atletas, como repatriar Douglas Costa e entrar de vez na disputa pelo lateral-direito Rafinha, que atualmente está sem clube, e ainda discute uma volta ao Flamengo.

Publicidade
Publicidade