in

Lugano expõe conversa franca que teve com Fernando Diniz: ‘não via como ganhar’

Divulgação: São Paulo
Publicidade

Dirigente do São Paulo, Diego Lugano não foi consultado quando a diretoria decidiu contratar Fernando Diniz em setembro de 2019. Em entrevista ao GE, Lugano contou sobre uma conversa franca que teve com Fernando Diniz antes da saída do clube, no início de janeiro deste ano.

Lugano conta que não via na maneira do time de Fernando Diniz jogar para ganhar jogos importantes e mata-mata. O time de Diniz prezava pela posse de bola – normalmente terminava as partidas com mais posse do que os adversários – e abusava pelas saídas com toques desde o campo de defesa.

Enquanto tudo estava até bem, até dezembro, o torcedor apoiou. A partir de janeiro, a situação mudou radicalmente. O time emplacou uma série de partidas sem vitórias que culminou com a perda da liderança do Campeonato Brasileiro.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Lugano disse que tentou fazer a diretoria do São Paulo entender que forma de jogador deveria ser mudada se a equipe quisesse conquistar algum título na temporada. O Tricolor foi semifinalista da Copa do Brasil e liderou boa parte do Brasileirão – terminou na quarta posição no torneio.

“Em algum momento com muito respeito conversei (com Diniz). Entendia que meu vínculo era o Raí, mas um pouco por lealdade, por ser honesto, conversei com ele sobre isso. Que era hora de mudar o estilo de jogar. Só isso. Não houve briga, nem discussão”, contou Lugano. Apesar da conversa, Diniz via na maneira que o time estava jogando a maneira de ganhar partidas. No fim das contas, Lugano estava com razão e o São Paulo terminou mais uma temporada sem títulos.

Publicidade
Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!