in

Grêmio trabalha nos bastidores para contratar meia internacional de 24 anos

Divulgação Grêmio

O Grêmio está na final da Copa do Brasil, briga na parte de cima da tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, mas já segue de olho na próxima temporada. A diretoria do time gaúcho estaria trabalhando nos bastidores para viabilizar contratações na próxima temporada.

Uma das prioridades do Grêmio é reforçar o setor de meio de campo. Neste cenário, Tomás Pochettino, meia de 24 anos do Talleres, estaria na mira do clube. A informação foi divulgada pelo jornalisya Nacho Peralta, da ESPN argentina. 

Pochettino foi revelado pelas categorias de base do Boca Juniors. Antes de chegar ao Talleres, ele defendeu o Defensa y Justicia. O meia tem contrato com o Talleres até o dia 30 de junho e já está livre para assinar pré-contrato com qualquer equipe. Situação simples? Nem tanto.

Nessa situação, o Grêmio poderia contratá-lo para tê-lo em junho, mas a temporada 2021 começa no início de março. Por isso, o negócio não é tão simples assim. Além disso, o Talleres pertence a um grupo de investidores que não gostam de perder dinheiro. Para liberar Pochettino agora, certamente teria que haver uma contramão financeira.

Pochettino interessa não somente ao Grêmio, mas também ao Palmeiras. O Verdão passou a se interessar pelo meia de 24 anos e 1,80 metro de altura, por indicação de Miguel Ángel Ramírez. O time paulista tentou contratar o treinador colombiano antes de Abel Ferreira. O meia do Talleres tem três gols marcados em 10 partidas na temporada. Ele costuma atuar como terceiro homem no meio e chega ao ataque com frequência.

Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!

Next post

Neto manda recado a Fernando Diniz por discussão com Tchê Tchê: ‘Eu quebrava a sua cara’

Com baixo salário, Fernando Diniz agrada diretoria e pode receber aumento considerável