in

Corinthians prepara lista de dispensa para a próxima temporada; economia será de R$ 1,5 milhão

Divulgação: Corinthians
Publicidade

O Corinthians ainda não tem situação definida na disputa do Campeonato Brasileiro, cujo objetivo é se distanciar ainda mais da zona de rebaixamento. Atualmente, o clube se encontra na 11ª posição e está a seis pontos do Z-4.

Com apenas 30 pontos ganhos e ocupando a segunda parte da tabela, o Timão já viveu momentos piores nesta temporada. Para evitar coisas piores no próximo ano, a diretoria alvinegra já está trabalhando firme nos bastidores para promover mudanças.

Um dos fatores que impactaram negativamente na parte financeira do clube foram as contratações indevidas. Muitos atletas chegaram para reforçar a equipe, mas não conseguiram desempenhar um bom futebol.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Com o objetivo de enxugar a folha salarial e poder investir em novas contratações ao longo de 2021, o Corinthians já preparou sua lista de dispensa, que será encabeçada por Mauro Boselli, Renê Júnior e Michel Macedo.

De acordo com o jornalista Jorge Nicola, a decisão de não continuar com esses três atletas partiu da própria diretoria. O novo presidente eleito do Timão, Duílio Monteiro Alves, também concordou em se desfazer dos atletas.

Vale destacar que o trio já está em fim de contrato com o Corinthians. Seus respectivos vínculos contratuais se encerram no final deste mês. Sendo assim, não existe a possibilidade das partes discutirem uma renovação de contratual.

Ainda de acordo com Nicola, o clube do Parque São Jorge terá uma economia de cerca de R$ 1,5 milhão mensal. Esse valor representa uma quantia significativa nas finanças do clube, que vem passando por um momento delicado.

O argentino Mauro Boselli chegou a dar esperanças a torcida do Corinthians. O atacante conseguiu realizar alguns jogos em alto nível, mas perdeu espaço e não voltou a demostrar um bom futebol. Ele fez 45 jogos e marcou 10 gols pelo Timão.

O lateral-direito Michel Macedo chegou ao clube paulista para ser reserva imediato de Fagner, que vinha sendo convocado constantemente para a Seleção Brasileira. No entanto, não mostrou para que veio e foi pouco aproveitado.

Renê Júnior também demostrou ser um grande atleta em alguns momentos. No entanto, as lesões atrapalharam o desempenho do atleta dentro de campo. Em 13 jogos ele fez apenas um gol.

Com a saída do trio, é de se esperar que o Corinthians volte a respirar mais aliviado em relação à folha salarial. Em contrapartida, o clube necessita de novos reforços para qualificar o elenco.

Publicidade
Publicidade
Vinicius Araújo

Escrito por Vinicius Araújo

Redator i7 Network - Notícias do mundo do futebol.