in

Gravações do caso Robinho são reveladas e causam revolta: ‘Rindo porque não estou nem aí’

Divulgação Santos
Publicidade

O atacante Robinho foi condenado pelo Tribunal de Milão, na Itália, em 2017, a nove anos pelo crime de estupro. A defesa do jogador contesta a decisão da Justiça e a Corte de Apelo de Milão vai iniciar a análise do processo na segunda instância a partir do dia 10 de dezembro. A defesa do jogador recém-contratado pelo Santos acredita na absolvição.

Nesta sexta-feira (16), o Globo Esporte publicou trechos de conversas de Robinho com interlocutores transcritas na sentença. Os falas de Robinho em conversa com amigos estão causando revolta nas redes sociais. Em conversa com Ricardo Falco, também condenado em primeira instância, os dois demonstram saber da condição da vítima.

O caso aconteceu na boate Sio Café, em Milão, no dia 22 de janeiro de 2013. Além de Robinho e Falco, outros quatro brasileiros teriam participado da violência sexual, termo utilizado pela Procuradoria de Milão. Esses quatro homens estão sendo processados em inquérito à parte porque deixaram a Itália durante a investigação.

Publicidade

Conversas de Robinho com Falco causam revolta

Em uma das conversas que constam no processo, Falco diz que a mulher se lembra da situação e sabe que todos se deitaram com ela. Robinho responde que um dos amigos consumou o ato dentro dela. “Não acredito. Naquele dia ela não conseguia fazer nada, nem mesmo ficar em pé, ela estava realmente fora de si”, afirmou Falco.

Publicidade

Em outra conversa com o músico Jairo Chagas, que se apresentou na boate naquela noite, Robinho declarou que estava rindo. “Estou rindo porque não estou nem aí, a mulher estava completamente bêbada, não sabe nem o que aconteceu“, afirmou. Robinho também cita que não fez nada com a mulher e que outros amigos abusaram dela. Robinho e Falco também teria combinado as respostas que dariam à Justiça.

A vítima dos abusos foi à boate naquela noite acompanhada de duas amigas. Ela é de origem libanesa e queria comemorar o aniversário de 23 anos. O abuso contra a jovem teria ocorrido dentro de um camarim da boate, que naquela noite tinha apresentações de música brasileira.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br

Luto no esporte: ginasta de 31 anos é encontrada morta no Paraná

Dirigente do Grêmio anuncia a grande contratação do clube na temporada