Grêmio aceita negociar zagueiro, mas pede R$ 50 milhões

Divulgação Grêmio
Publicidade

O Grêmio está de olho no mercado da bola em busca de contratações, mas também não descarta negociar alguns jogadores. A diretoria recebeu proposta recente pelo zagueiro Ruan, de apenas 21 anos. Ele é pouco utilizado por Renato Portaluppi.

Nos bastidores, rolam conversas sobre a negociação envolvendo o atleta. Recentemente, o Grêmio foi procurado pelo Genk, da Bélgica, que ofereceu 3,5 milhões de euros (R$ 23 milhões na cotação atual). O Grêmio não aceitou fazer o negócio por este valor.

A diretoria gremista topa vender o jogador, mas a partir de 8 milhões de euros (equivalente a R$ 52,5 milhões). Para fazer o negócio, o Imortal aceita receber 5 milhões de euros à vista e os 3 milhões restantes em forma de bônus. O Grêmio detém 60% dos direitos econômicos do jogador. O Novo Hamburgo, equipe do Rio Grande do Sul, é dona dos outros 40%.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Ruan tem contrato com o Grêmio até 2022. A multa rescisório do zagueiro está avaliada em 50 milhões de euros (R$ 328 milhões aproximadamente). O staff de Ruan entende que o jogador precisa entrar mais em campo, mas a situação não é fácil no Grêmio.

Neste ano, o zagueiro atuou em quatro partidas. A concorrência na zaga é pesada. Pedro Geromel e Kannemann são os titulares absolutos. Os reservas imediatos são Paulo Miranda e David Braz. Além disso, Rodrigues aparece como quinta opção, à frente de Ruan. Ser vendido poderia ser bom para o jogador, que pode ser titular ou reserva imediato em uma nova equipe, e também para o Grêmio, por causa do lado financeiro.

Publicidade
Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!