in

Vale a pena? Flamengo deve desembolsar R$ 66 milhões para comprar Pedro em definitivo

Alexandre Vidal / Flamengo
Publicidade

Pedro marcou dois gols na vitória do Flamengo sobre o Sport, na noite de ontem, no Estádio do Maracanã, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro. Agora o centroavante já tem seis gols marcados no Brasileirão. O artilheiro da competição, Thiago Galhardo, tem 10.

Com os gols que tem marcado, Pedro recebe muitos elogios da torcida do Flamengo. O ex-jogador do Fluminense tem contrato com o Fla até o fim do ano. Seus direitos econômicos pertencem à Fioretina, da Itália, mas há cláusula que permite a venda.

A diretoria rubro-negro já teria começado a conversar com representantes do jogador para acertar a compra em definitiva. Para que o negócio aconteça, o Flamengo precisará desembolsar uma bolada: cerca de 10 milhões de euros.

Publicidade

Flamengo quer comprar Pedro em definitivo

O centroavante tem feito gols, está entrosado com o grupo e conquistou a torcida. Por estes motivos, a diretoria do Flamengo quer acertar a compra dos direitos econômicos em definitivo. Pela cláusula contratual, é necessário o pagamento de 12 milhões de euros para que o negócio seja fechado.

Publicidade

O Flamengo vem quitando 2 milhões de euros (aproximadamente R$ 13 milhões). Agora faltam os outros 10 milhões de euros (R$ 66 milhões na cotação atual). A diretoria do Rubro-negro estaria avaliando o cenário para fechar o negócio e comprar os direitos de Pedro.

Com Gabigol lesionado, Pedro vem se destacando como titular: são seis gols nos últimos cinco jogos. Na temporada, o jogador marcou 14 vezes e ocupa a vice-artilharia do time, atrás apenas de Gabigol, que anotou 16 gols no ano.

Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br

Gabriel Sara destaca apoio do grupo a Diniz após triunfo do São Paulo: ‘Não está sozinho, estamos com ele’

Flamengo cola no líder Atlético-MG e vira terror para Jorge Sampaoli mais uma vez