in

‘Presidente Cuca’: conheça os bastidores que levaram o treinador a ter essa reputação no Santos

Gazeta Esportiva/Divulgação
Publicidade

O Santos vive momentos turbulentos, sobretudo em sua política interna. Com José Carlos Peres afastado da presidência, e o início da Era Orlando Rollo, vice que assumiu a função de presidente em exercício, uma frase dita por Marinho durante o programa Bem Amigos, transmitido pelos canais SporTV, chamou a atenção dos torcedores e da imprensa brasileira.

O atacante se referiu ao técnico Cuca como sendo o presidente” do clube. Como porta-voz de seus companheiros de time, agradeceu a maneira como o comandante “arrumou a casa”, demonstrando enorme gratidão pelos progressos verificados no Santos.

Publicidade

“O Cuca é um pai para mim. Depois que ele chegou no Santos, virou praticamente nosso presidente. Ele entrou, mudou tudo, ajeitou a casa”, iniciou Marinho. “u não gosto de me meter muito em política, não seria a pessoa certa para falar, mas é como falei: ele (Cuca) é o nosso presidente”, ponderou Marinho.

Publicidade

O trabalho de Cuca no Santos

Desde que chegou para assumir o clube da Baixada pela terceira vez, Cuca tem se tornado uma espécie de pacificador. A postura é muito diferente daquela vista em 2018, quando não se privava de desmontar publicamente o seu descontentamento com a diretoria.

O cenário encontrado pelo treinador, há dois meses, era de salários atrasados, elenco rachado e desconfiança dos jogadores com a diretoria, principalmente por conta das promessas não cumpridas. Embora os problemas não tenham sido integralmente solucionados, os jogadores retomaram a confiança e parecem ter comprado as ideias do treinador.

Com este trabalho lento e progressivo, parafraseando o que disse Marinho, Cuca acabou por ajeitar a casa, tendo participação fundamental nas decisões tomadas nos bastidores, como na gestão do elenco e nos casos envolvendo as saídas de Everson e Eduardo Sasha para o Atlético-MG depois de acionarem o Santos na Justiça.

Ciente dos problemas que tem em suas mãos, Cuca ainda sofre com a ausência de reforços. Em virtude de duas punições impostas pela Fifa, o registro de novos atletas está vetado. Com isso, a opção de momento tem sido a promoção de jovens atletas das categorias de base.

“A vinda do Cuca trouxe grande ânimo ao elenco, que se sente protegido e amparado. Por isso ele está prestigiado. Eles vão precisar muito da liderança do professor Cuca para blindar essas questões políticas”, disse o presidente em exercício, Orlando Rollo, em coletiva de imprensa.

Publicidade
Avatar

Escrito por Henrique

Henrique Furtado é um redator que gosta de ocupar o seu tempo livre lendo notícias, e noticiando aquilo que acha mais interessante.

Flamengo encaminha a venda de zagueiro para o futebol árabe

Cavani no Grêmio? A última notícia que muda tudo sobre a possível vinda do jogador para o Tricolor