in

Corinthians: Cássio reage após ser intimidado por torcedores no aeroporto

Divulgação Corinthians
Publicidade

Cássio é um dos principais jogadores do Corinthians na atualidade. Para muitos, ele já se tornou o maior goleiro da história do clube. Titular desde 2012, quando foi decisivo nas conquistas da Copa Libertadores da América e do Mundial de Clubes, Cássio passa por um momento diferente.

No domingo, o Corinthians desembarcou no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, depois de a derrota para o Fluminense, por 2 a 1, no Rio de Janeiro. Grupo de torcedores ligado à organizada Gaviões da Fiel protestou duramente contra os jogadores.

Cássio foi um dos atletas cobrados. No meio da semana passada, após derrota em casa para o Palmeiras, o goleiro já havia sido cobrado. “Que saudade quando o Cássio jogava com vontade”, gritaram os torcedores do lado de fora da Neo Química Arena.

Publicidade

Cássio reage às críticas dos torcedores

Cássio estaria reagindo à cobrança dos torcedores de três formas diferentes. A primeira delas é a decepção. Cássio teria ficado bastante chateado por ter sido chamado de vagabundo pelos torcedores. A segunda reação do goleiro alvinegro é o trabalho.

Publicidade

O jogador tem treinado sério para voltar a ser o paredão na meta alvinegra. Na segunda-feira, ele treinou com os reservas. Na terça, voltou ao treinamento com o grupo titular. Ele está caindo de cabeça no trabalho para responder em campo.

Por fim, Cássio também se apega a fé neste momento turbulento. Em suas redes sociais, o goleiro postou um versículo bíblico que pode ser encontrado em no versículo 9 do capítulo 1 do livro de Josué. Josué foi o escolhido por Deus para substituir Moisés. 

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br

Next post

Vem mesmo? Vice de futebol do Grêmio fala sobre possível contratação de Cavani

Cavani no Grêmio? Jogador recebe projeto do Imortal e portas se fecham na Europa