in

Andrés Sanchez já tem um novo favorito para substituir Tiago Nunes no comando do Corinthians

Agência Corinthians - Divulgação
Publicidade

Depois do revés para o arquirrival Palmeiras, o técnico Tiago Nunes não resistiu à pressão e teve sua demissão oficializada na tarde da última sexta-feira (11) no Corinthians. Em contato com o jornalista Jorge Nicola, o presidente do Timão, Andrés Sanchez, revelou que teve uma conversa com o treinador antes de oficializar a decisão. Apenas o mandatário bancava a permanência do profissional.

Na volta de uma reunião que teve na sede no Rio de Janeiro, Andrés decidiu ligar para algumas lideranças do elenco, e teria ouvido que Tiago Nunes tinha perdido o comando do grupo. A demissão do treinador se deu três dias depois de Andrés bancar a continuidade de Tiago, independente do que acontecesse. 

Depois do revés no Dérbi e do que ouviu dos jogadores, o mandatário acabou tomando a drástica decisão.

Publicidade

Nome da vez

Com a saída de Tiago Nunes, ex-jogador Dyego Coelho, que vem sendo responsável por comandar a base alvinegra nos últimos anos, assume de forma interina o comando da equipe. Se apresentar bons resultados, a tendência é que ele permaneça no cargo.

Publicidade

O motivo se dá pelo fato do Timão vivenciar eleições presidenciais no dia 28 de novembro. Com isso, dificilmente um treinador aceitaria comandar a equipe neste período de três meses, isto porque diante do cenário de incerteza política, há possibilidade do grupo de oposição demiti-lo, quando assumir.

Próximo compromisso

Com Coelho no comando, o Timão encara o Fluminense neste domingo (12), às 16h (de Brasília), no Maracanã, pela 10ª rodada do Brasileirão. Sem vencer há duas rodadas, o alvinegro paulista ocupa a 13ª posição, com apenas nove pontos somados. 

Publicidade
Next post

Grêmio anuncia contratação bombástica de novo lateral-esquerdo com status de titular para até 2023

Diniz barra Brenner e não poupa o time para o duelo contra o Santos; Tricolor está de olho no River Plate