COMPETIÇÕES INTERNACIONAIS

Libertadores 2018: jogadores do Boca Juniors se recusam a entrar em campo neste domingo

River Plate e Boca Juniors deveriam ter entrado em campo neste último sábado, 24 de novembro, em partida que iria decidir o título da final da Copa Conmebol Libertadores da América 2018. O duelo estava marcado para ter início às 18h (horário de Brasília) e seria disputado no Estádio Monumental de Núñez.

O jogo deveria ter começado às 18h, no entanto, o duelo foi atrasado devido aos incidentes envolvendo a torcida do River Plate e a delegação do Boca Juniors. O ônibus do Boca Juniors foi apedrejado e alguns jogadores acabaram sendo feridos, Pablo Perez, capitão da equipe chegou a ser levado ao hospital.

O jogo foi atrasado para às 19h inicialmente e depois teve o início alterado novamente, dessa vez para às 20h15. Quando tudo parecia certo para que o duelo acontecesse, a Conmebol anunciou às 20h30 que a partida não iria acontecer no sábado, mas sim no domingo às 18h.

Jogadores do Boca não querem entrar em campo

Um dos principais nomes do time argentino na atual edição da Libertadores, Benedetto foi um dos destaques da eliminação do Palmeiras na semifinal. O jogador é mais um que não concorda com as ações da Conmebol e se recusa a disputar o segundo jogo da final.

Que deem a taça ao River, já que eles têm tanto peso na Conmebol. Não fazem nada com eles“, declarou Benedetto à Fox Sports Argentina.

Carlitos Tévez, um dos mais experientes do elenco, relembrou um acontecimento de 2015 como exemplo e também acredita que o jogo sequer deveria acontecer.

Se fosse com o Boca, já estávamos fora. A taça era do River. Não foi assim na Bombonera? Eliminaram o Boca, agora estamos pensando em quando vamos jogar.”, afirmou Tévez.

Tags

Artigos relacionados

Close