in

São Paulo e Inter procuram Oscar e preferência do jogador é clara

Divulgação Shangai
Publicidade

O meia-atacante Oscar completou 29 anos e ainda tem desejo de jogar na Europa antes de retornar ao Brasil para encerrar a carreira. Atualmente, o jogador revelado pelo São Paulo e com passagem importante pelo Internacional, defende o Shanghai SIGP, da China.

Oscar deu os primeiros passos em Cotia, mas deixou o São Paulo de forma conturbada. No Inter, ele foi bem e teve duas temporadas interessantes, com conquistas de títulos e carinho do torcedor colorado. Oscar jogou no Inter entre 2010 e 2012.

Em 2014, o atleta disputou a Copa do Mundo pela seleção brasileira. Foi dele o gol de honra na derrota para a Alemanha, na semifinal do Mundial. O 7 a 1 ficou na história do futebol mundial. Oscar revelou que no começo do ano foi sondado por São Paulo e Internacional.

Publicidade

Oscar prefere Inter a São Paulo em volta ao Brasil

A opção do jogador pelo Colorado fica clara na entrevista que ele deu ao canal Fox Sports. “Pelo pouco tempo que eu fiquei, mas pela história que eu construí, com certeza voltaria para o Inter. Eu cheguei e tive dois anos marcantes, com dois Gauchões, Recopa, joguei bem, fiz gols. Tive o carinho da torcida. Se fosse voltar no final da carreira (para o Brasil), eu voltaria para o Inter”, disse o jogador.

Publicidade

Oscar revelou que tem boa relação com o diretor de futebol do São Paulo, Raí. O meia-atacante também afirmou que torce para o Internacional e que espera que o clube chegue o mais longe possível na temporada. O jogador afirmou que é amigo de D’Alessandro e de Boschilia, que nasceu na mesma cidade que Oscar, Americana, no interior de São Paulo.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br

Next post

Romildo Bolzan abre o jogo sobre negócios envolvendo Cavani e outros cinco jogadores

Presidente convoca coletiva de urgência e fala sobre demissão de Portaluppi: ‘O Grêmio tem pressa na vitória’