in

Vem craque por aí? Bomba prometida por Andrés Sanchez no Corinthians é revelada

Divulgação - Corinthians

Depois de anunciar oficialmente a venda dos naming rights para o grupo Hypera Pharma, o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, prometeu que as novidades não cessariam nisso, e sinalizou que traria duas “bomba” para o mês de outubro no clube, no intuito de finalizar seu mandato com “chave de ouro”.

A declaração do mandatário encheu os torcedores alvinegros de esperança acerca de alguma contratação de peso para a equipe na sequência, entre eles um possível retorno do meio Renato Augusto. 

Apesar desses rumores, as bombas prometidas por Sanchez não devem ser jogadores, isto porque, o mandatário ainda tem promessas a cumprir no comando do clube, como, por exemplo, a entrega do CT da Base, a quitação da parte Construtora Odebrecht na construção da Arena, bem como renegociar o financiamento da Arena.

Bomba revelada

Em seu canal no Youtube, o comentarista da ESPN Brasil, Jorge Nicola, revelou que a bomba prometida por Andrés se refere ao processo de acordo com a Caixa Econômica Federal pelo financiamento da agora Neo Química Arena. Segundo o jornalista, o acordo já está bastante adiantado e será anunciado dentro de poucas semanas.

Publicidade

Diante do cenário de dívida, a Caixa Econômica Federal (CEF) acionou a Justiça no ano passado cobrando R$ 536 milhões pelo financiamento do estádio. Deste montante, quase R$ 70 milhões são referentes às multas por parcelas atrasadas.

Desde então, representantes do clube tentam chegar a um acordo com o banco estatal, processo este que avançou bastante depois da venda do naming rights. O trio formado por Corinthians, Caixa e Hypera Pharma buscam um consenso. 

Vale lembrar que os R$ 300 milhões que o Timão conseguiu na venda do naming rights da Arena para a Hypera Pharma serão utilizados de forma integral para abater no valor no financiamento do estádio. São R$ 15 milhões por ano que entram na nova negociação com a Caixa Econômica Federal. 

Next post

De saída? Flamengo bate o martelo e pode lucrar R$ 22 milhões com venda de jogador campeão da Libertadores

Renato Portaluppi ironiza fase do Grêmio e alfineta o Flamengo: ‘Crise de títulos, essa é a nossa crise aqui’