in

Rafinha chora ao se despedir do Flamengo e declara que está ‘com o coração partido’

Alexandre Vidal/Flamengo
Publicidade

O lateral-direito Rafinha se despediu em definitivo do Flamengo, e embarcará a partir da agora para a Grécia, onde defenderá a camisa do Olympiacos. Em coletiva de imprensa que ocorreu na Gávea nesta segunda-feira (17), o jogador chorou ao dar o seu adeus para a torcida e companheiros de equipe, com quem conquistou títulos importantes, como o Campeonato Brasileiro e a Libertadores, ambos em 2019.

“Momento difícil para mim. Queria agradecer por tudo. Vim pelo desafio de tentar triunfar no Brasil e consegui. Isso que ficou. Vai ficar marcado. Realizei sonhos… campeão do Brasileiro e Libertadores. Com 34 anos ainda ter mercado na Europa é um prêmio”, destacou o jogador.

Sobre sua passagem pelo Mengão, recordou a entrega absoluta dentro de campo: “Meus companheiros são provas de que dei meu sangue. Alguns momentos fui para o sacrifício, principalmente quando tive a lesão no rosto. Vivi momentos que ficarão marcados”, enumerou o jogador a respeito dos momentos mais emblemáticos de sua passagem.

Publicidade

Chance de disputar a Champions League mais uma vez

Rafinha não esconde a alegria por poder disputar mais uma vez em sua carreira a Liga dos Campeões da Europa, evento esportivo de clubes mais importante do planeta. De acordo com as suas declarações, tal possibilidade pesou consideravelmente para a decisão, a qual foi tomada “com o coração partido”, mas “com a sensação de dever cumprido”.

Publicidade

Também pesou na decisão a oferta financeira. Rafinha destacou que a oportunidade de ainda fazer o seu pé de meia no futebol, aos 34 anos de idade, é uma chance ímpar, fundamental não apenas para si, mas também para toda a família que depende de seu provimento financeiro.

O jogador deixa a Gávea com a marca de 34 vitórias, sete empates e cinco derrotas em um total de 46 partidas disputadas com o manto de número 13. Além dos já mencionados Campeonato Brasileiro e Libertadores, o lateral também contribuiu para os títulos do Campeonato Carioca, Supercopa do Brasil e Recopa Sul-Americana, disputados em 2020.

Sobre um eventual retorno para o Mais Querido, foi categórico: “Não sabemos o dia de amanhã. Vou, mas meu coração segue no Flamengo. Se for a vontade de Deus, quero voltar para jogar ainda”, ponderou o craque.

Publicidade
Avatar

Escrito por Henrique

Henrique Furtado é um redator que gosta de ocupar o seu tempo livre lendo notícias, e noticiando aquilo que acha mais interessante.

Next post

Alexandre Pato pode deixar o São Paulo e ir para o líder do Brasileirão

Neymar e a proposta que o leva do PSG logo após a Champions