in

Bruno Henrique se irrita com falta de entrosamento e fala sobre atrito com Gabigol após derrota do Flamengo

Alexandre Vidal/Flamengo
Publicidade

A estreia de Domènec Torrent no Flamengo não foi das melhores. Com apenas uma semana de contato com os seus jogadores após o badalado desembarque no Rio de Janeiro, o treinador não conseguiu furar a zaga de Jorge Sampaoli, em partida que terminou em 1 a 0 para o Atlético-MG após gol contra do lateral-esquerdo Filipe Luís.

Antes do Galo abrir o marcador, o Mais Querido teve uma clara chance de gol. Contando com uma falha do goleiro Rafael, o jogador teve uma fração de segundo para tomar a decisão entre bater para o gol, parcialmente livre, ou tocar para o companheiro de ataque Gabriel Barbosa, em posição até melhor.

Para a infelicidade dos rubro-negros, a escolha de Bruno Henrique resultou em bola no travessão. Pouco tempo depois, veio o gol dos mineiros. O lance não passou despercebido pela torcida, que rapidamente lotou as redes sociais com levantamentos de possíveis atritos entre os dois avançados do Mengão, sobretudo após a escolha considerado “fominha” por parte de BH.

Publicidade

Bruno Henrique esclarece boatos

Com amizade junto a Gabriel que perdura desde os tempos de Santos, o atacante garantiu que não há nenhum atrito entre a dupla. Em publicação nas redes sociais, salientou que tomou uma decisão errada, que nada tem a ver com eventual desentendimento entre os dois, assumindo o erro e pedindo perdão aos companheiros de grupo.

Publicidade

“Só deixar um recado aqui para aqueles que estão me enviando mensagem e achando que eu tenho algo contra o Gabriel. Não tenho nada contra ele, só tive uma escolha errada no lance dentro do jogo. Poderia ter tocado e escolhi finalizar. Eu assumo meu erro. Peço desculpa ao Gabriel se fiz a escolha errada e ao grupo também”, escreveu.

Publicidade
Avatar

Escrito por Henrique

Henrique Furtado é um redator que gosta de ocupar o seu tempo livre lendo notícias, e noticiando aquilo que acha mais interessante.

Next post

Daniel Alves rebate provocações pelo jejum de oito anos do São Paulo e recorda os 40 títulos de sua carreira

O fim da novela se aproxima: Ronaldinho Gaúcho já tem data para deixar a prisão no Paraguai