in

Mercado da Bola: Flamengo ou Atlético-MG? Cavani cogita jogar no Brasil

Reprodução/A Tribuna
Publicidade

A pandemia do novo coronavírus ocasionou em diversas mudanças no futebol mundial e não vem sendo diferente por aqui, no Brasil, onde as equipes tentam superar a dificuldade de arrecadação sem público nos estádios. Na contramão das medidas tomadas por alguns clubes, Atlético-MG e Flamengo se mostram ainda dispostos a abrir os cofres.

Investimento de peso

O Flamengo abriu os cofres na última temporada e realizou contratações de peso, montando um elenco vitorioso e que se tornou difícil de ser batido. Recheado de estrelas como Gabriel Barbosa, Bruno Henrique, Arrascaeta e vários outros destaques do futebol nacional, o time não quer parar por aí e continua estudando a possibilidade de se movimentar no mercado da bola.

Outro que está disposto a realizar investimentos pesados é o Atlético-MG. A equipe de Belo Horizonte conta com forte apoio da MRV e também do BMG, se tornando um dos favoritos para fazer frente ao Flamengo na temporada. As duas equipes, inclusive, podem disputar em breve a contratação de um nome internacional.

Publicidade

Cavani no Brasil?

O atacante Edinson Cavani, de 33 anos de idade, já foi oferecido ao Flamengo no passado, no entanto, o time carioca acabou se assustando com o salário do jogador. Agora de saída do Paris Saint Germain e sem um destino certo, o astro uruguaio cogita fechar com alguma equipe brasileira.

Publicidade

Além do Flamengo, começou a se especular a possibilidade do craque defender o Atlético-MG. Os representantes do atacante estão cientes do poder de investimento do Galo no momento e o nome de Jorge Sampaoli também poderá se tornar uma peça-chave em uma futura negociação.

Vale lembrar que o Atlético-MG já realizou nos últimos dias um primeiro contato para entender melhor a situação do jogador e sua contratação não está descartada pelo clube e seus investidores.

Publicidade
Next post

Baldasso desabafa após vitória do Grêmio e detona ‘timeco’ do Internacional

Corinthians: Cássio pode se tornar o maior campeão da história do Timão no sábado