in

Copete volta ao Santos após passagens por Pachuca e Éverton

Ivan Storti / Santos FC
Publicidade

O colombiano Jonathan Copete teve seu primeiro contrato assinado com o Santos em 2016, depois de ajudar o Atlético Nacional a chegar até à semifinal da Libertadores da América. Ele também já havia se destacado em outras equipes argentinas e venezuelanas pelas quais teve passagem antes de finalmente chegar ao Alvinegro.

Inicialmente, seu contrato tinha validade até 19 de junho de 2020, mas ele acabou sendo transferido em 2019 para o Pachuca, do México. O time mexicano entrou em acordo com o Santos para pagar os salários do atleta durante um ano.

Copete também teve uma breve passagem pelo Éverton, do Chile. Agora, ele finalmente está retornando ao Brasil com um contrato que vai até junho de 2021. Por enquanto, ele está integrando a equipe sub-23 do Peixe, sob a liderança de Antonio Gonçalves, o auxiliar técnico de Jesualdo Ferreira. A expectativa é que em breve ele possa voltar para a equipe titular.

Publicidade

Em suas mídias sociais, o jogador mencionou a honra e o privilégio de defender o Santos e aproveitou para tecer vários elogios ao Brasil, país que, segundo ele, o acolheu de braços abertos e pelo qual tem um imenso carinho.

Publicidade

Atacante de ofício, caso o jogador venha a ganhar espaço no time titular, a briga deve acontecer pela posição de lateral esquerdo. Copete já atuou nessa posição no Atlético Nacional e também se destacou no Peixe ocupando a posição.

No ataque a briga é mais complicada, já que ele terá que disputar com outros nomes de peso, como Soteldo, Marinho, Tailson, Arthur Gomes, Lucas Venuto e Renyer. A seu favor, vale lembrar que Copete continua sendo o maior artilheiro estrangeiro do Santos, com 26 gols marcados.

Publicidade
Avatar

Escrito por Beka Assis

Redatora e curiosa, é uma entusiasta de gadgets, jogos e utilidades. Adora escrever e experimentar inovações que podem tornar a vida mais prática.

Next post

Flamengo, Vasco, Atletico-GO e Goiás planejam um torneio em Brasília

Relembre contratações frustrantes do Peixe nos últimos anos