in

Craque que não doou dinheiro para combate ao coronavírus fica desempregado

Instagram Adebayor
Publicidade

O atacante Emmanuel Adebayor não defenderá mais o Olímpia, do Paraguai. Na noite desta terça-feira (30) foi anunciado a rescisão de contrato. O vínculo foi desfeito de forma amigável, em acordo comum entre ambas as partes. Adebayor tem 36 anos.

O atacante chegou ao Olímpia no começo do ano e disputou apenas quatro partidas. Não marcou gol nesses jogos. A pandemia causada pelo novo coronavírus fez com que o jogador viajasse para Lomé, capital de Togo, onde moram seus familiares. Adebayor não estava conseguindo voltar ao Paraguai.

O veterano não estava conseguindo voos que o levassem de Togo para o Paraguai. Ele, inclusive, comentou sobre isso quando um torcedor perguntou o motivo de ele não ter retornado ao Paraguai. O Olímpia está no grupo G da Copa Libertadores da América.

Publicidade

Publicidade

Adebayor não doou dinheiro para combate à Covid-19

O atacante causou polêmica, em março, quando afirmou que não doaria dinheiro para ajudar seu país no combate a pandemia do novo coronavírus. Adebayor disse que não doaria e rejeitou comparações com Samuel Eto’o, de Camarões, e Didier Drogba, da Costa do Marfim.

“Para aqueles de vocês que me acusam de não doar nada, deixem-me ser muito claro: não dou mesmo. É muito simples. Faço o que quero com o dinheiro e como quero. Além do mais, há quem me critique pelo que fiz, por não ter feito uma única doação em Lomé”, contou o jogador.

A negativa de Adebayor em fazer uma doação causou polêmica, mas ele manteve sua postura firme. O jogador que caminha para o fim da carreira já defendeu equipes gigantes do futebol europeu, como Arsenal, Manchester City e Real Madrid. 

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br

Next post

Globo tenta última cartada para impedir Flamengo de transmitir jogo contra o Boavista

Barça na corrida por estrela do Flamengo