in

Tiago Nunes se livra de demissão no Corinthians, mas o que vem pela frente preocupa

Divulgação Corinthians
Publicidade

Tiago Nunes pode ser sido um dos poucos a ganhar com a paralisação do futebol brasileiro por causa da pandemia do novo coronavírus. O treinador do Corinthians corria o risco de ser demitido, após resultados ruins nos primeiros meses do ano.

Tiago Nunes foi contratado pelo Corinthians no fim do ano passado, iniciou trabalho em janeiro, mas a eliminação na segunda fase da Copa Libertadores da América e a má campanha no Campeonato Paulista colocaram o trabalho do treinador em xeque e ele passou a correr risco de demissão.

Além dos maus resultados, Tiago Nunes criticou a situação política do Corinthians e irritou ainda mais a diretoria alvinegra. Apesar de tudo, ele foi mantido no cargo e será o treinador do Timão quando o futebol retornar. Ainda não há data para o recomeço do Paulistão e o início do Brasileirão.

Publicidade

Tiago Nunes encara clássico pela frente

A falta de jogos fez com as críticas a Tiago Nunes diminuíssem. Hoje ele firme e forte no comando do Corinthians e será o treinador da equipe na volta do futebol. O problema para Tiago Nunes é que o primeiro jogo pós-pandemia será contra o Palmeiras.

Publicidade

Enfrentar a maior rival nunca é fácil, pior ainda porque o Corinthians pode ser eliminado na primeira fase do Paulistão. Seria negativamente icônico se o Timão de Tiago Nunes enfrentasse o maior rival em sua casa, a Arena de Itaquera, e fosse eliminado do torneio em que é o atual tricampeão ainda na primeira fase.

Por outro lado, uma vitória sobre o arquirrival poderia dar um novo ânimo à equipe. Em meio a paralisação, o Corinthians acertou a contratação do atacante Jô, de 33 anos, que estava no Nagoya Grampus, do Japão. 

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br

Next post

Flamengo: Marcos Braz diz se chegou proposta de R$ 200 milhões pelo volante Gerson

Inter e a última mensagem de Coudet para assinar com Taison: ‘posso separar tua camiseta?’