in

Atlético-MG: bilionário que investe no clube é muito mais rico que Leila Pereira

Patricia Monteiro / Getty Images
Publicidade

Rubens Menin é o mecenas por trás das grandes contratações do Atlético-MG. Aos 64 anos, Menin é um dos homens mais ricos do Brasil, de acordo com a revista Bloomberg Markets. O patrimônio de Menin é avaliado em impressionantes R$ 10 bilhões. A família é dona de empresas e o valor de mercado da holding surpreende.

As empresas valem aproximadamente R$ 25 bilhões. Diante deste cenário, surge a pergunta: Menin tem mais dinheiro do que Leila Pereira, conselheira e dona da patrocinadora do Palmeiras? A resposta é sim. A holding de Leila Pereira vale seis vezes do que as empresas da família Menin.

Menin investe pesado no Atlético-MG

O Atlético-MG tem dívidas altas, na casa dos R$ 700 milhões, mas isso não impede o clube de contratar. As últimas contratações foram a do meia Marrony e do atacante Keno. Antes deles, chegaram outros nomes de peso para o clube, a começar pelo treinador Jorge Sampaoli.

Publicidade

Publicidade

O argentino foi contratado no fim de fevereiro, após demissão de Rafael Dudamel, e seu objetivo é brigar pelo título do Campeonato Brasileiro, única competição que o Galo disputará assim que o Campeonato Mineiro chegar ao fim.
O objetivo é brigar pela taça contra Flamengo, Palmeiras e outras equipes.

Empresas de Menin valem muitos bilhões; ele investe no Atlético-MG

A holding de Rubens Menin é formada pela construtora MRV, Banco Inter e 65% das ações da CNN Brasil, além da Log, que constrói e aluga galpões comerciais em todo o território nacional. Os investimentos no Atlético-MG devem ultrapassar a barreira dos R$ 100 milhões. A torcida agradece.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br

Next post

Daniel Alves fala sobre racismo e diz qual o único ser humano diferente dos demais

Flamengo anuncia transmissão ao vivo da partida contra o Bangu