in

Atlético-MG e os R$ 56 milhões em reforços para Jorge Sampali

Divulgação Atlético-MG
Publicidade

Jorge Sampaoli chegou ao Atlético-MG pouco antes de o futebol brasileiro ser paralisado devido a pandemia causada pelo novo coronavírus. Para fechar contrato com o Galo, depois de recusar o Palmeiras no fim do ano passado, Sampaoli recebeu a promessa de que contratações seriam feitas.

O objetivo do treinador e da diretoria do Galo é que o clube brigue na parte de cima da tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. Para isso, a equipe mineira terá que jogar de igual para igual com Flamengo, Palmeiras, Grêmio, São Paulo, entre outros.

Atlético-MG investe mais de R$ 50 milhões em negociação

O Atlético-MG tem reforçado a equipe de Sampaoli. O zagueiro Bueno foi contratado por empréstimo junto ao Kashima Antlers por 300 mil dólares (R$ 1,6 milhão na cotação atual). Para contrar o jogador em definitivo, o Galo terá que pagar R$ 5 milhões. O volante Alan Franco, do Independiente del Valle, foi contrato por 2,5 milhões de dólares (R$ 13,4 milhões).

Publicidade

Outro reforço já confirmado é o volante Léo Sena, do Goiás, contratado por R$ 4,4 milhões. Os negócios não param por aí. A chegada de Marrony por R$ 20 milhões é praticamente certa, de acordo com o jornalista Jorge Nicola. Keno deve ser o quinto reforço. O custo é de R$ 17 milhões. Estas duas últimas contratações não foram anunciadas oficialmente.

Publicidade

Com os reforços, o time de Sampaoli deve brigar pelo título do Campeonato Brasileiro. Pelo menos essa é a expectativa da diretoria e da torcida. Após eliminação na Copa do Brasil e Copa Sul-Americana, o Galo só disputará o Brasileirão no segundo semestre.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br

Next post

Flamengo, Globo e o possível acordo de até R$ 40 milhões pelo Campeonato Carioca

Flamengo e o acordo que ninguém esperava com a Globo; prejuízo de R$ 60 milhões de reais