in

Vai para o Barça? Presidente da La Liga dá declaração importante sobre volta de Neymar

Publicidade

Mesmo com a paralisação do futebol em decorrência da pandemia do novo coronavírus que assolou o mundo, o mercado da bola segue agitado e com surgimento de vários rumores. Protagonista nas últimas janelas de transferências, o atacante Neymar segue cotado para ser destaque na próxima abertura de mercado.

Apesar de ter contrato com o Paris Saint-Germain até junho de 2022, o craque brasileiro ainda é cotado como possível alvo do Barcelona, clube que defendeu por quatro temporadas. Responsável por presidir La Liga, – organização que promove o Campeonato Espanhol, Javier Tebas não se mostrou confiante sobre um possível regresso do atacante à Catalunha.

Taxativo, Tebas disse acreditar que a próxima janela não registrará contratações com valores expressivos, uma vez que os clubes passam por momentos delicados no aspecto financeiro devido os impactos da pandemia. No Velho Continente, boa parte das equipes tiveram que adotar a prática do corte de vencimentos. Entre eles, o próprio Barcelona, que reduziu os salários do seu plantel em 70%.

Publicidade

“Haverá muito menos movimento do que vimos em outras janelas de transferência.“Neymar (voltar para o Barça) é um grande negócio. Não acredito que venha a acontecer. Pode haver acordos de troca, mas isso não contribui com dinheiro para a Liga . É claro que haverá menos contratações em dinheiro e mais trocas”, declarou à BBC. 

Publicidade

Os rumores

Sem todo o aporte financeiro para gastar com Neymar, a imprensa espanhola afirma que o clube blaugrano teria o interesse de incluir jogadores para viabilizar a contratação do brasileiro. Nomes como Dembélé, Rakitic, Todibo e Semedo estão cotados para entrarem na operação.

No entanto, o clube parisiense pode repetir a recusa como fez na temporada passada e exigir altas cifras para poder liberar o atacante.

Publicidade
Next post

Neymar se destaca em torneio de pôquer e embolsa ‘bolada’ em premiação; veja

Flamengo: Jorge Jesus dá aval para saída inesperado do time