in

Globo comprova: Flamengo e Corinthians dão mais audiência do que os rivais

Coluna do Fla
Publicidade

A Globo encerrou a série de reprises de partidas históricas do futebol brasileiro. O que fica de lição para a emissora é que os jogos de Flamengo e Corinthians dão mais audiência do que as partidas dos rivais até mesmo em reprises de conquistas.

“A emissora carioca quis agradar as quatro maiores torcidas paulistas e cariocas.
E os executivos tiveram mais uma prova.
O caminho certo, assim que o futebol voltar, é mesmo fazer o máximo para mostrar Flamengo e Corinthians. A audiência foi muito maior
“, escreveu o colunista Cosme Rímoli em seu blog no R7.

Flamengo deu mais audiência no Rio de Janeiro

A Globo exibiu partidas de clubes cariocas para o Rio de Janeiro e partidas de times paulistas para São Paulo. No Rio de Janeiro, o jogo Flamengo x River Plate, pela final da Copa Libertadores da América de 2019, abriu a programação e rendeu 19 pontos de média.

Publicidade

Depois disso, a Globo transmitiu Barcelona-EQU x Vasco, pela final da Libertadores de 1998, e alcançou 12 pontos. Com a reprise de Palmeiras x Fluminense, que deu o título do Brasileirão de 2012 ao Tricolor, a emissora alcançou média de 11 pontos. No último domingo (7), Santos x Botafogo, pelo Brasileirão 1995, repetiu os 11 pontos.

Publicidade

Corinthians lidera a audiência em São Paulo

A reprise de Corinthians x Chelsea, pelo Mundial de Clubes de 2012, registrou 15 pontos na Grande São Paulo. São Paulo x Liverpool, pelo Mundial 2005, alcançou 12 pontos. Nos últimos dois domingos, a Globo exibiu Palmeiras x Deportivo Cali, pela final da Libertadores de 1999, e Santos x Peñarol, pela Libertadores 2011, renderam 11 pontos de média. Os números reafirmaram a força de Flamengo e Corinthians.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br

Next post

Caso Ronaldinho: craque se declara, mas não sabe que foi esquecido por quem tanto amou

Mercado da bola: zagueiro do Boca Juniors muito próximo de clube da Série A