in

Revista divulga lista dos estádios mais vibrantes do mundo; brasileiro aparece no top-10

Victor Canedo/GloboEsporte.com
Publicidade

A pandemia do coronavírus deixou o futebol em um cenário de total incerteza. Apesar de alguns países retomarem os seus respectivos certames, a presença do torcedor nas arquibancadas ainda deve ser vetada por muito tempo. 

A ausência do 12º jogador certamente fará falta para muitas equipes. Acostumada a lançar enquetes e rankings, a renomada revista France Football elencou na edição desta terça-feira (02), o ranking com os 30 estádios mais vibrantes do mundo, que literalmente pulsam.

Para elaborar a lista, o veículo levou em consideração critérios subjetivos. Palcos históricos e de extrema relevância no futebol mundial, Camp Nou e Santiago Bernabéu ficaram de fora, assim como as modernas casas de Tottenham e Atlético de Madrid.

Publicidade

A liderança do ranking ficou com o Boca Juniors. A lendária La Bombonera, pesadelo de muitos clubes literalmente pulsa em dias de jogos decisivos do Boca. Em sua própria estrutura, o histórico estádio traz uma construção que balança a medida que os torcedores pulam e se agitam nas arquibancadas.

Publicidade

O pódio ainda é complementado pelo Anfield Road, casa do Liverpool, onde os torcedores tradicionalmente cantam Walk Never Alone, e o Signal Iduna Park, casa do Borussia Dortmund, mundialmente conhecida pela tradicional Muralha Amarela.

Confira o top-10 dos estádios mais vibrantes do mundo segundo a France Football:

  1. Bombonera – Boca Juniors
  2. Anfield Road – Liverpool
  3. Signal Iduna Park, Borussia Dortmund 
  4. Estádio Rajko-Mitic, Estrela Vermelha
  5. Celtic Park, Celitc 
  6. Monumental de Nuñez, River Plate 
  7. Besiktas Stadium, Besiktas 
  8. Georgios Karaiskakis, Olympiacos 
  9. San Mamés, Athletic Bilbao (Espanha)
  10. Maracanã, Flamengo/Fluminense

No top-30 listado, o único estádio brasileiro presente é o Estádio Maracanã, casa do Flamengo e do Fluminense. Além do Maior do Mundo e da Bombonera, outros dois palcos sul-americanos marcaram presença na relação da France Football: o Campeon Del Siglo, do Uruguai, e o Nuevo Gasometro, casa do San Lorenzo, na Argentina.

Publicidade
Next post

R$ 23 milhões, 1 ano e saída para o exterior: os detalhes da renovação de Jesus e Flamengo

Mas já? Flamengo acerta venda de joia para o futebol europeu