in

Indireta para Ceni? Valvidia comenta sobre provocação e revela: ‘Choro vendo os vídeos’

Divulgação - Palmeiras
Publicidade

Convidado especial do programa Aqui com Benja, do FOX Sports, o meia Valdivia abordou diversos assuntos de sua trajetória vitoriosa no Palmeiras. Entre eles, o episódio marcante da semifinal do Paulistão de 2008, quando o Verdão superou o arquirrival São Paulo, e posteriormente veio a conquistar o título estadual.

Questionado sobre as polêmicas com o ídolo do Tricolor, Valdivia não fez cerimônia e polemizou ao lembrar do emblemático “chororô” e de outros entreveros com Ceni.

“Não (fazia de propósito). É tudo parte do jogo. Era o Rogério Ceni, se fosse o goleiro do Guaratinguetá, ninguém falaria nada. Tinha esse ‘gosto’ quando eu podia fazer gols no São Paulo e sempre tinha uma provocação. Mas eu não entrava no jogo e falava: ‘hoje vou brincar na cara dele’. Era coincidência (risos). Eu também choro vendo esses vídeos (risos)”, ironizou o meia chileno.

Publicidade

De acordo com Valdivia todo o sentimento e o carinho recíproco com a torcida do Palmeiras se deve ao seu jeito irreverente dentro das quatro linhas, algo que em sua concepção falta nos dias atuais no futebol.

Publicidade

Números do camisa 10 

Defendendo o Verdão em duas passagens, Valdivia acumulou 128 jogos e anotou 17 tentos, faturando o Campeonato Paulista de 2008 e a Copa do Brasil em 2012. Os problemas com lesões sempre foram a tônica do Mago no clube, e o prejudicaram na possibilidade de acumular números mais expressivos com o time palestrino.

Após algumas temporadas vestindo a camisa do Colo-Colo, – clube chileno que o revelou para o futebol, Valdivia não teve contrato renovado e está livre no mercado. No início do ano, chegou a ser cogitado um retorno do meia ao Verdão, e que inclusive o jogador teria conversado com Luxemburgo, seu ex-comandante no clube, mas as tratativas não evoluíram.

Publicidade

Valdivia relembra ‘treta’ com Mattos e detona ex-presidente do Palmeiras: ‘Burro’

UFC Las Vegas: Gilbert Durinho ganha e desafia número 1; Ivanov perde