in

Craque brasileiro pode pegar seis meses de prisão na Espanha; entenda o motivo

FOX Sports
Publicidade

De acordo com informações da rádio espanhola Cadena Ser, o Ministério Público da Espanha pediu seis meses de prisão e uma multa de 500 mil euros (R$ 2,9 milhões na cotação de momento) para o atacante hispânico-brasileiro Diego Costa.

O veículo aponta que o jogador cometeu irregularidade em sua declaração do Imposto de  Renda do ano de 2014, quando ele se transferiu para o Chelsea. Segundo o veículo, a justiça realizará o julgamento do caso na próxima quarta-feira.

A acusação é de que Diego não teria declarado um acordo de patrocínio numa ação de mais de um milhão de euros (R$ 5,9 milhões na cotação atual). O jogador brasileiro que é naturalizado espanhol ainda é acusado de obter, de forma direta ou com terceiros, uma receita vindo da transferência dos seus direitos de imagem.

Publicidade

Segundo a imprensa espanhola, os valores que o atacante recebeu não foram declarados e, por isso não geraram tributos. Diego Costa teria que declarar a quantia uma vez que viveu seis meses em Madri, antes de se transferir para o Chelsea. No clube de Londres, o atacante hispânico-brasileiro atuou na temporada 2016/2017, e posteriormente retornou para a equipe Colchonera, onde tem forte identificação.

Publicidade

Último jogo

O compromisso mais recente de Diego Costa com a camisa do Atlético de Madrid foi no dia 11 de março, quando ajudou sua equipe a se classificar para as quartas de final da Champions League, batendo o Liverpool, na prorrogação, em Anfield. Em razão da pandemia do coronavírus, o clube colchonero não entrou em campo desde então.

Publicidade
Next post

São Paulo: a última sobre Antony que pega muita gente de surpresa

Manchester City na corrida por estrela do Grêmio