in

Zagueiro revela atitude inusitada de Ronaldinho em tempos de Milan: ‘Não me bata mais’

Divulgação - Milan
Publicidade

Dribles curtos e secos, velocidade alta e exímio cobrador de bolas paradas, estas eram apenas umas das virtudes de Ronaldinho Gaúcho dentro das quatro linhas, sendo um verdadeiro pesadelo para seus marcadores. Em entrevista ao programa Crack Deportivo, da Rádio Concepto, na Argentina, o zagueiro Pablo Álvarez revelou após inúmeras tentativas de parar o craque, recebeu uma proposta atípica do jogador na época em que ambos atuavam no futebol italiano.

Diante de uma marcação ríspida de Álvarez, que defendia as cores do Catania, Ronaldinho Gaúcho resolveu faz uma proposta ao zagueiro na ida para o intervalo. Após puxões pela camisa, e entradas perigosas, o Bruxo entregou a sua camisa do Milan ao defensor e fez um pedido.

“Tinha acabado o primeiro tempo e, no túnel que levava para os vestiários do San Siro (estádio do Milan), ele chegou para mim, tirou a camisa e me deu. E ainda disse: toma, Álvarez, é sua. Mas, por favor, não me bata mais, por favor”, contou o defensor.

Publicidade

Segundo Álvarez, que hoje atua no Arsenal de Sarandi, da Argentina, Ronaldinho Gaúcho foi de longe o jogador que ele mais teve dificuldade de marcar. E a camisa que ganhou de sempre até hoje é guardada como um troféu.

Publicidade

Números do Bruxo no Milan

Ronaldinho Gaúcho vivenciou altos e baixos no Milan entre 2008 a 2010, mas mesmo assim acumulou números interessantes e boas exibições. Foram 95 jogos realizados, 26 gols e seis títulos conquistados.

Seis meses antes do fim do seu contrato com o clube rossonero, o meia foi liberado para procurar outro clube, e acabou acertando seu retorno ao Brasil, fechando com o Flamengo.

Publicidade
Next post

Corinthians planeja demissões em meio a pandemia e atletas estão na lista

Ex-lateral do Grêmio perto de acerto com PSG e transação pode render dinheiro ao Tricolor