in

Protocolo da CBF para volta do futebol será com regras rígidas; saiba detalhes

Bruno Haddad - Divulgação - Cruzeiro
Publicidade

A pandemia do novo coronavírus deixou o futebol nacional totalmente incerto quanto à sua retomada. Nos bastidores, a CBF está indo para o segundo mês de elaboração do protocolo, que está em processo de últimos ajustes para ser executado. Inspirado na Bundesliga, que retomou as suas atividades nos últimos dias, a entidade brasileira adotará regras rígidas para garantir a segurança de todos.

De acordo com informações do Globoesporte.com, o documento afirma que no máximo 40 pessoas por cada equipe poderá ser credenciada para as partidas. Todos os jogadores serão credenciados a partir de uma lista feita pelo médico do time.

Os clubes terão que conferir regularmente o estado epidemiológico de cada um que chega ao estádio, medindo a temperatura e a condição olfativa. Nos vestiários, onde as equipes poderão ficar no máximo 40 minutos, os jogadores terão que utilizar máscara ou “face shield” (máscara com o tampo)

Publicidade

Arbitragem e VAR

A CBF quer testar todos os profissionais envolvidos nas partidas e também faz questão da presença do VAR nos jogos. O recurso tecnológico desta vez deve ficar centralizado, objetivo antigo dos dirigentes da entidade.

Publicidade

O documento ainda prevê a redução do números de testes antidoping por partida. Geralmente, cada equipe cede dois jogadores para a testagem, agora o número pode cair para apenas um, justamente para evitar aglomerações na sala de controle. Anteriormente, até a possibilidade de excluir o antidoping foi cogitado e discutido, mas foi buscado essa alternativa.

O futebol nacional segue paralisado desde a metade de março por conta da pandemia do coronavírus. No momento, o país vive um cenário de alerta e de registro alto de novos casos da doença.

Publicidade

Clássico eletrizante e mais: saiba quais são jogos desta terça e como assistir ao vivo

Real Madrid vai perder Vinícius para o Bayern de Munique