in

Dirigente do Botafogo detona Flamengo e ironiza pressa do clube: ‘está em outro patamar’

Divulgação - Alexandre Vidal - Flamengo
Publicidade

O Flamengo tem se envolvido em uma grande polêmica ao insistir na retomada dos treinamentos mesmo em meio à pandemia do coronavírus. Apesar de não ter a autorização da prefeitura do Rio de Janeiro, o clube descumpriu ordens e retomou suas atividades nesta semana, sendo assim alvo de diversas críticas. 

Em entrevista ao programa FOX Sports Rádio, Carlos Augusto Montenegro, ex-presidente do Botafogo e atualmente membro do comitê do clube alvinegro, voltou a tecer duras críticas ao arquirrival pela postura da diretoria. 

Publicidade

De acordo com ele, o rival está buscando levar uma vantagem sobre os demais por antecipar a volta aos treinos. Contudo, de forma irônica, afirmou que eles não podem jogar sozinhos, uma vez que o calendário nacional segue sem um prazo concreto de retomada.

“A pressa do Flamengo eu não entendo. Como eles estão em outro patamar, estão achando que jogam sozinho. Disputavam um Estadual e uma Libertadores. Milhões de casos, ninguém fala em jogo de Libertadores. Não sei contra quem o Flamengo vai jogar na Libertadores. Tem que ter adversário”, disparou o dirigente alvinegro.

Publicidade

Montenegro ainda seguiu com as críticas afirmando que o rival além de estar sendo soberbo, desrespeitando ordens das autoridades, faz papel de “moleque”.

Polêmicas

A semana do Flamengo foi agitada. Tudo começou com uma reunião do presidente Rodolfo Landim e Alexandre Campello – presidente do Vasco – com Bolsonaro, em Brasília. No dia seguinte, o clube foi flagrado treinando após o veto da prefeitura. Posteriormente, o rubro-negro vetou a entrada de funcionários da Vigilância Sanitária que fariam uma inspeção no Ninho do Urubu. 

Publicidade
Next post

Neymar Jr e um destino escolhido que ninguém esperava

Improviso total: time alemão coloca 13 mil torcedores de papelão em duelo da Bundesliga