in

Flamengo: Landim sofre castigo após encontro com Bolsonaro e treino sem autorização

Divulgação Flamengo
Publicidade

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, está no centro de uma grande polêmico neste momento. Com a pandemia causada pelo novo coronavírus, o futebol brasileiro foi paralisado. O mandatário do Flamengo se reuniu com o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), nesta semana, em Brasília, e um dos temas do almoço foi a volta do futebol.

As competições estão suspensas em todo o Brasil desde março. O Campeonato Carioca foi paralisado no segundo turno. A Copa Libertadores foi suspensa após disputa da segunda rodada da fase de grupos. O Campeonato Brasileiro, que começaria em maio, não tem data para ser iniciado.

Publicidade

Flamengo volta aos treinos

O Flamengo voltou aos treinos na segunda-feira (18). Nesta quarta, o Globocop, helicóptero usado pela Rede Globo, filmou trabalho realizado em um dos campos do CT Ninho do Urubu. As imagens viralizaram e causaram polêmica nas redes sociais.

Oficialmente, prefeitura e governo da cidade e do estado do Rio de Janeiro não autorizaram a atividade realizada pelo Flamengo. Nesta quinta, os jogadores compareceram ao CT Ninho do Urubu. A imprensa não está autorizada a entrar no local.

Publicidade

Sede social do Flamengo amanhece pichada

A sede social do Flamengo, na Gávea, zona sul sul do Rio de Janeiro, amanheceu pichada nesta quinta. “Somos democracia”, “fascistas” e “time do povo” foram os dizeres escritos pelos vândalos. As mensagens parecem ser um claro recado a Landim, após encontro com Bolsonaro em Brasília. Muita gente se coloca contra a volta do futebol neste momento.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.

Next post

Corinthians: corajoso, Cássio avalia trabalho de Tiago Nunes e diz o que pensa

Caso Ronaldinho: ex-craque vive um pesadelo que não tem fim no Paraguai